Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de metabólitos primários em folha, colmo e raiz de cana-de-açúcar (Sacharumm spp.) submetida a estresse hídrico

Processo: 15/06928-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Labate
Beneficiário:Ana Cláudia Pereira Cuenca
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Genética molecular   Metabolômica   Cana-de-açúcar   Estresse hídrico   Cromatografia a gás

Resumo

A cana-de-açúcar (Saccharum spp.) é uma gramínea C4 altamente produtiva que tem se tornado uma importante cultura de bioenergia no mundo. A viabilidade de água é o fator mais limitante para a produção de cana-de-açúcar, criando estresses osmóticos e iônicos para a planta, consequentemente, limitando sua produção. O estresse hídrico é o fator mais importante que limita o crescimento da planta, seu sistema reprodutivo e seu desenvolvimento, podendo comprometer sua sobrevivência. Desta maneira, estudos que visam um aumento da tolerância da cana ao estresse hídrico são necessários para providenciar ferramentas que permitam o cultivo de cana-de-açúcar em regiões propensas ao déficit hídrico. Neste contexto, o estudo do metabolismo primário das plantas é de fundamental importância, permitindo o entendimento dos processos químicos que se relacionam de forma direta na sobrevivência, crescimento e reprodução das plantas. Os metabólitos primários são marcadores fenotípicos potencialmente úteis no entendimento dos processos regulatórios encontrados na cana-de-açúcar que estejam associados ao estresse hídrico, o que pode auxiliar no melhoramento da cana para tolerância a esse tipo de estresse. No presente projeto, pretende-se identificar e avaliar metabólitos primários encontrados em raiz, colmo e folha da cana-de-açúcar (Saccharum spp. cv SP80-3280) submetida a estresse hídrico. Potenciais metabólitos poderão ser encontrados e futuramente utilizados como marcadores moleculares associados ao estresse hídrico no melhoramento genético não só da cana-de-açúcar, como também em outras culturas agronômicas.