Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunossensor eletroquímico baseado em grafeno modificado com nanopartículas metálicas utilizando quantum dots como marcador para o diagnóstico de câncer de próstata

Processo: 15/08119-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Ivana Cesarino
Beneficiário:Júlio César Monteiro Júnior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Óxido de grafeno   Pontos quânticos   Técnicas biossensoriais

Resumo

O óxido de grafeno (GO) aparece como uma alternativa de alta potencialidade para a maximização de resultados de biossensores eletroquímicos devido à sua alta condutividade elétrica e grande flexibilidade, possibilitando sensores eficazes, o que atende às presentes necessidades diagnósticas. Dentre as mazelas mais desafiadoras, o câncer de próstata perdura como o tipo de cancro que mais aflige homens mundialmente. A dinâmica infestação e risco de metástase da doença coloca seu diagnóstico prioritário. A finalidade do projeto proposto é o desenvolvimento de imunossensores eletroquímicos de GO modificados com nanopartículas de antimônio (SbNPs), utilizando quantum dots (QDs) como biomarcadores para o antígeno epitelial da próstata (PSA), que se lançam como um viés notável e moderno de detecção rápida, eficiente e altamente sensível da doença.