Busca avançada
Ano de início
Entree

Revelando relações geográficas, ecológicas e evolutivas de um complexo neotropical de espécies de lagartos unissexuais do gênero Leposoma (Squamata: Gymnophthalmidae) por meio de modelos de nicho ecológico

Processo: 16/03146-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Miguel Trefaut Urbano Rodrigues
Beneficiário:Tuliana Oliveira Brunes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50146-6 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/07660-0 - Usando dados de sequenciamento de próxima geração para estimar o nível de ploidia e acessar a variabilidade genômica cito-nuclear de um complexo de espécies neotropicais de lagartos unissexuais (Squamata: Gymnophthalmidae: Loxopholis), BE.EP.PD
Assunto(s):Poliploidia   Partenogênese   Biogeografia   Amazônia

Resumo

Os lagartos do complexo Leposoma percarinatum são bastante intrigantes por apresentarem modo reprodutivo unissexual, incluindo indivíduos com diferentes números de ploidia [2n e 3n]. A origem e os impactos de reprodução independente do sexo e do aumento da ploidia têm fascinado os biólogos evolucionistas. Diversas questões relacionadas com a evolução de Leposoma têm sido investigadas em diferentes perspetivas através do projeto BIOTA-FAPESP [AP.BTA.TEM#11/50146-6]. Aqui, pretendemos investigar o mecanismo por trás da origem da partenogênese em L. percarinatum, e abordar os impactos ecológicos e biogeográficos associados à reprodução unissexual e diferenças na ploidia. Para isso, nos propomos a realizar um conjunto de análises de Modelagem de Nicho Ecológico e combinar estes dados com a história fi-logenética de Leposoma. Em detalhe, pretende-se abordar as seguintes questões: i) os nichos das potenciais espécies parentais são similares aos dos clones 2n/3n; ii) o nicho dos clones 3n é similar ao dos 2n; iii) existem áreas de simpatria entre as potenciais espécies parentais; iv) os clones 3n ocupam um habitat mais severo do que as espécies parentais 2n; e, por fim, v) como a distribuição atual destes lagartos será afetada pelas mudanças climáticas futuras. Com isso, seremos capazes de clarificar o papel das interações ecológicas e biogeográficas como condutoras do modo reprodutivo e variações da ploidia e, finalmente, contribuir para definir áreas de conservação de processos evolutivos. Além dos objetivos específicos desta proposta, a mesma será crucial para o retorno de uma jovem pesquisadora brasileira [de um instituto europeu] para estabelecer a sua carreira científica no Brasil.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Expedições à Amazônia revelam novas espécies de sapos, lagartos, aves e plantas 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.