Busca avançada
Ano de início
Entree

Fingerprint metabólico e biossíntese de lactonas sesquiterpênicas em Smallanthus sonchifolius e Espeletia (Asteraceae): uma abordagem metabolômica e transcriptômica

Processo: 16/21183-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Fernando Batista da Costa
Beneficiário:Guillermo Federico Padilla Gonzalez
Supervisor no Exterior: Otmar Spring
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Hohenheim, Alemanha  
Vinculado à bolsa:14/17702-0 - Metabolômica e evolução de caracteres químicos na subtribo Espeletiinae (Asteraceae), BP.DR
Assunto(s):Asteraceae   Adaptação   Biossíntese   Química de produtos naturais

Resumo

Smallanthus sonchifolius (yacon) junto com o gênero Espeletia (Asteraceae, Millerieae) constiuem grupos de espécies vegetais estreitamente relacionadas nativas dos Andes Sul-americanos. Estas espécies exibem não só uma semelhança genética notável, mas também uma química do metabolismo secundário uniforme, produzindo o mesmo subtipo estrutural de lactonas de sesquiterpenênicas (LSTs). Esta classe de metabolitos secundários possui uma ampla gama de atividades biológicas e dados recentes sugerem que elas são biossintetizadas devido às vantagens adaptativas que proporcionam as plantas que as produzem, principalmente como moléculas de protetoras. No entanto, apesar dos potenciais papéis adaptativos que as LSTs jogaram no yacon e provavelmente em membros do relacionado género Espeletia, sua origem biossintética em grupos de plantas de diversificação recentemente permanece inexplorada. Além disso, a falta de uma caracterização fitoquímica abrangente de S. sonchifolius ao longo da sua ontogenia merece mais atenção para compreender a acumulação e possíveis funções adaptativas dos metabólitos secundários nesta espécie e em outras da mesma tribo (Millerieae). Portanto, o objetivo deste projeto de pesquisa é estudar a impressão digital metabólica e biossíntese de LSTs através da ontogenia de S. sonchifolius e avaliar se a capacidade de produzir LSTs é conservada em Espeletia, ou se é apenas restrita a poucas espécies. Os indivíduos serão coletados em diferentes fases do seu desenvolvimento e o metaboloma baseado em LC-MS e a expressão de genes relacionados com a biossíntese de LSTs serão avaliados. Análises estatísticas multivariadas serão usadas para encontrar mudanças putativas no metaboloma de S. sonchifolius de acordo com a sua ontogenia, mesmo como para correlacionar dados metabólicos com estudos de expressão gênica em uma abordagem integrada envolvendo informações metabolômicas e transcriptômicas. O sequenciamento de genes relacionados com a biossíntese de LSTs em S. sonchifolius e Espeletia permitirá encontrar regiões de similaridade local com sequências de diferentes espécies de Asteraceae e serão efetudas reconstruções filogenéticas para explorar as relações entre as espécies da família Asteraceae com base em genes do metabolismo secundário. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Impressões metabólicas contam a história evolutiva das plantas 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZIAROVSKA, JANA; PADILLA-GONZALEZ, GUILLERMO F.; VIEHMANNOVA, IVA; FERNANDEZ, ELOY. Genetic and chemical diversity among yacon [Smallanthus sonchifolius (Poepp. et Endl.) H. Robinson] accessions based on iPBS markers and metabolomic fingerprinting. Plant Physiology and Biochemistry, v. 141, p. 183-192, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.