Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividades da alfa-amilase, fosfatase ácida e alcalina nas glândulas parótidas de ratos tratados com sibutramina

Processo: 16/18682-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Antonio Hernandes Chaves Neto
Beneficiário:Tayná Buffulin Ribas
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Fosfatase alcalina   Fosfatase ácida   Sibutramina   Glândula parótida   Bioquímica   Efeitos colaterais e reações adversas relacionados a medicamentos

Resumo

A sibutramina é um inibidor seletivo da recaptação neuronal de noradrenalina e serotonina mundialmente utilizada para o tratamento da obesidade devido sua ação anorexígena e termogênica. Em contrapartida são descritos também muitos efeitos colaterais da sibutramina, em especial destaca-se a boca seca devido sua alta frequência entre os pacientes. Apesar da relevância deste problema, não se sabe quais alterações bioquímicas podem ocorrer nas glândulas salivares de pacientes que tomam este anorexígeno. Este trabalho avaliará os possíveis efeitos da sibutramina sobre as glândulas parótidas de ratos adultos da linhagem Wistar (12-16 semanas/350-450g). Os animais serão divididos em três grupos: tratados diariamente durante 28 dias com sibutramina a 6 e 10 mg/kg/dia por gavagem e grupo controle, que recebeu apenas o veículo (dimetilsulfóxido e solução salina). O protocolo experimental foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais da Faculdade de Odontologia de Araçatuba - UNESP. Após o período de tratamento, os animais serão pesados e eutanasiados por exsanguinação sob anestesia geral. As glândulas parótidas direitas e esquerdas serão removidas e seus pesos mensurados. Na sequência as glândulas serão armazenadas a -80 °C até a sua análise. Serão avaliados os seguintes parâmetros bioquímicos no homogenato glandular: atividades das enzimas ±-amilase, fosfatase ácida, fosfatase alcalina, fosfatase ácida resistente ao tartarato, e o conteúdo de proteína total. Os dados serão expressos como média e erro padrão da média (EPM). A normalidade e a homocedasticidade dos dados serão analisadas e os mesmos serão submetidos ao teste paramétrico ou não paramétrico mais adequado. Para todos os testes, será fixado em 5% (p < 0,05) o nível de rejeição da hipótese de nulidade. (AU)