Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel de três fatores de transcrição ApiAP2 no controle na transcrição no ciclo intraeritrocítico e sexual de Plasmodium falciparum

Processo: 16/12659-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 25 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Gerhard Wunderlich
Beneficiário:Eliana Fernanda Galindo Cubillos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/16129-9 - Estudo da função de fatores de transcrição ApiAP2 durante o ciclo sexual de Plasmodium falciparum, BE.EP.DR
Assunto(s):Plasmodium falciparum   Transcrição genética

Resumo

O protozoário Plasmodium falciparum é responsável pelas formas mais grave da malária humana, sendo as pessoas mais vulneráveis crianças menores de 5 anos de idade e mulheres grávidas. Para escapar da resposta imune do hospedeiro, formas assexuadas do parasita usam variação antigênica de genes associados à virulência e diferenciação sexual como estratégia para sobreviver e garantir a sua transmissão para o mosquito, onde ocorre a reprodução sexual. A base molecular por trás deste processo é ainda pouco conhecida. Até agora um número de enzimas modificadoras de cromatina foram associadas tanto no processo de variação antigênica quanto na formação de gametócitos. No entanto, não se sabe como o parasita controla estes fenômenos, nem os mecanismos que desencadeiam estes processos e os possíveis fatores de transcrição que podem estar envolvidos. Neste projeto, propõe-se abordar a participação de três fatores de transcrição da família ApiAP2, PF3D7_1143100, PF3D7_1466400 e PF3D7_1007700, no controle da transcrição de genes na fase intraeritrocítica e sexual de P. falciparum. Investigaremos o efeito da perda da função destas proteínas no desenvolvimento intra eritrocítico e no mosquito. Serão comparadas duas condições, "ON" e "OFF" para a expressão de cada proteína alvo. Para isso utilizaremos linhagens de parasitas geneticamente modificados que i) têm a região C-terminal das proteínas ApiAP2 marcadas com um domínio de desestabilização que, pode ser estabilizado através da incubação dos parasitas com uma molécula chamada Shield-1 ou ii) tem a sequencia da ribozima glmS localizada na região 3 UTR dos transcritos alvos, que induz a autoclivagem na presença de Glucosamina. Esses dois mecanismos de silenciamento gênico transformam tanto o transcrito quanto a proteína reguláveis. Uma vez que as proteínas de interesse também terão um marcador HA identificaremos por Chip-Seq as sequencias específicas onde estes fatores de transcrição se ligam. Este estudo irá contribuir com novas informações sobre o controle de transcrição em P. falciparum, e provavelmente irá apontar para novos alvos de drogas já que i)a interferência de um possível processo chave para a sobrevivência do parasita o torna mai vulnerável, e ii) os fatores de transcrição ApiAP2 estão ausentes no hospedeiro humano. (AU)