Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecimento de uma arquitetura de software de um sistema de suporte ao cuidado da saúde nas residências de pacientes com Diabetes Mellitus

Processo: 17/01672-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Elisa Yumi Nakagawa
Beneficiário:Isabella Zanin Vicente
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Arquitetura de software   Sistemas de apoio à decisão   Atenção à saúde   Qualidade de vida   Diabetes mellitus

Resumo

Ambiente de Vida Assistida (do inglês, Ambient Assistive Living - AAL) tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população por meio do uso de diferentes tecnologias para auxiliar pessoas com necessidade especiais. AAL é reconhecido principalmente como uma solução para o atual fenômeno de envelhecimento populacional que está acontecendo em todo o mundo. Como resultado, muitos projetos de pesquisa destinados a apoiar o cuidado da saúde da população têm sido criados. Entretanto, a necessidade de mais estudos, diretrizes, métodos e processos, em países desenvolvidos e em desenvolvimento, como o Brasil, é clara. O objetivo deste projeto de iniciação cientifica é estabelecer uma arquitetura de software para um sistema de suporte ao cuidado da saúde nas residências (Healthcare Supportive Home - HSH System), um subdomínio específico de AAL, para dar suporte aos pacientes com a doença de Diabetes Mellitus, por meio do monitoramento contínuo de suas condições de saúde dentro de suas residências, tornando suas vidas diárias mais confortáveis e independentes. Para isso, o projeto será baseado na arquitetura de referência sendo proposta no projeto de doutorado intitulado "A Reference Architecture for Healthcare Supportive Home Systems" (Uma arquitetura de referência para sistemas de suporte ao cuidado da saúde em residências) que é financiado pela FAPESP (2013/20317-9 e 2015/1919-2). Como resultado, espera-se contribuir para avaliar a viabilidade de se usar essa arquitetura de referência e contribuir, principalmente, na direção do projeto de um sistema HSH especificamente destinado à doença de Diabetes Mellitus. (AU)