Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência da extrusão sobre os teores de vitamina A, vitamina E e selênio em alimentos destinados a cães adultos

Processo: 16/22941-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Pesquisador responsável:Aulus Cavalieri Carciofi
Beneficiário:Luana Amália Marcico
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Leveduras   Vitamina A   Vitamina E   Selênio   Ração   Extrusão (tecnologia de alimentos)

Resumo

A extrusão é a ferramenta mais utilizada para o processamento de alimentos para cães. Esta tecnologia promove mudanças físicas e químicas nos ingredientes, tornando-os adequados para o consumo pelo animal. A melhora na digestibilidade de carboidratos por meio do cozimento do amido e das proteínas por sua desnaturação, a inativação de fatores antinutricionais e destruição de microrganismos são vantagens do processo de extrusão; porém, o mesmo pode promover efeitos indesejáveis como destruição de vitaminas, oxidação de lipídeos e redução na disponibilidade de aminoácidos. Informações científicas sobre os efeitos da extrusão em vitaminas e minerais são poucas, ou antigas, hoje a indústria trabalha com grande variedade de fontes destes ingredientes e não se sabe ao certo o quanto a extrusão pode interferir na disponibilidade dos mesmos. Portanto, o presente estudo objetiva avaliar o efeito do processo de extrusão sobre a vitamina A, vitamina E e duas fontes de selênio (selenito de sódio e seleno levedura) adicionados a uma ração padrão para cães em manutenção. Serão realizados dois experimentos, o primeiro (EXP1) para verificar o efeito do processamento sobre as vitaminas A e E, para este uma mesma ração será extrusada com três energias mecânicas diferentes (10 kWh, 20 kWh e 30 kWh) totalizando três tratamentos. O segundo experimento tem por objetivo avaliar o efeito da extrusão sobre duas fontes de selênio, o selenito de sódio e o seleno levedura. O segundo experimento (EXP2) será constituído por 7 tratamentos: uma ração controle, 2 fontes de selênio e 3 teores de selênio provindo de cada fonte (0,4 ppm; 0,8 ppm e 1,2 ppm). Em ambos experimentos, amostras de rações serão coletadas antes da extrusão (ração farelada), na saída do precondicionador, na saída da extrusora (produto úmido) e na saída do secador (produto seco) para determinação de vitaminas A e E (EXP 1) ou selênio (EXP 2). Os experimentos serão realizados em delineamento inteiramente casualizado. Os resultados serão submetidos a análise de variância e quando o teste F for significativo (P<0,05) as médias serão comparadas pelo teste de Tukey para o EXP1 e contrastes polinomiais para o EXP2. (AU)