Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do Brasil na constituição e no funcionamento inicial do Banco do Sul e do Banco dos BRICS

Processo: 17/14275-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia Internacional
Pesquisador responsável:André Martins Biancarelli
Beneficiário:Nicole Mourad Pereira
Instituição-sede: Instituto de Economia (IE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Banco de desenvolvimento   Globalização   Cooperação econômica internacional   América do Sul   Brasil

Resumo

Em um contexto de fortes assimetrias econômicas internacionais, os países em desenvolvimento encontram na cooperação financeira mecanismos de enfrentamento das dificuldades advindas do fenômeno da globalização. Os Bancos de Desenvolvimento representam uma das formas de cooperação, atuando de forma adaptada às necessidades de convergência econômica e infraestrutura de determinadas regiões econômicas. A América do Sul é a região econômica abrangida pelo Banco do Sul, enquanto que o Banco dos BRICS (ou Novo Banco de Desenvolvimento) tem o caráter de ser inter-regional, permeando as regiões econômicas dos países membros (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Os dois bancos supracitados estão em processo de constituição ou de funcionamento inicial. O papel do Brasil como membro desses dois bancos é o objeto da pesquisa aqui proposta e será caracterizado tendo em mente a sua posição de protagonista na América do Sul, a sua participação no grupo dos BRICS e a sua mudança interna no cenário econômico-político entre o período de 2006 (início da priorização das relações Sul-Sul) e 2016 (período de mudanças no viés econômico e internacional brasileiro). (AU)