Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre o nível de FGF21 no fígado e no tecido adiposos após a cirurgia hepática em camundongos diabéticos e sadios

Processo: 17/23467-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Mariana Mendes Braz
Beneficiário:Jéssica Caroline Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Fígado   Traumatismo por reperfusão   Reperfusão   Isquemia   Modelos animais

Resumo

Introdução: A lesão por isquemia/reperfusão (I/R) ocorre em uma série de situações clínicas, inclusive na ressecção hepática (PH). O Diabetes mellitus (DM) é um importante fator de risco para muitas complicações cirúrgicas e está particularmente associado ao mau prognóstico da lesão por I/R e prejuízos sobre a PH. Os fatores de crescimento de fibroblastos (FGFs) compreendem um grupo de 22 proteínas estruturalmente relacionadas que estimulam uma grande variedade de tipos celulares. Apesar de ser amplamente difundido que o fígado é importante tanto na produção quanto na ação do FGF21, se apresenta como um sinal de estresse entre órgãos, influenciando na regulação negativa do estresse metabólico. Objetivo: Propomos identificar a geração de FGF21 no fígado e a relevância do tecido adiposo branco como fonte de FGF21 no contexto de PH associada a I/R em camundongos diabéticos e sadios. Também será caracterizada a lesão por I/R e a regeneração em fígados diabéticos, com relação aos sadios, submetidos a PH associada a I/R e a relação entre a lesão e regeneração hepática e o nível de FGF21. Material e Métodos: Análises serão realizadas em amostras (fígado, plasma e tecido adiposo) coletadas de camundongos selvagens (C57BL/6) e diabéticos (aloxana, 60 mg/kg, e.v.) que serão submetidos à ressecção hepática associada a isquemia/reperfusão. (AU)