Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de método de microextração com sorbente empacotado (MEPS) para análise de opióides sintéticos em amostras de urina

Processo: 17/24515-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:José Luiz da Costa
Beneficiário:Leonardo Costalonga Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/02147-0 - Cromatografia líquida em uma gota e seu acoplamento com espectrometria de massas: estratégias instrumentais, desenvolvimento de materiais, automatização e aplicações analíticas, AP.TEM
Assunto(s):Toxicologia forense   Intoxicação   Psicotrópicos   Espectrometria de massas   Cromatografia   Microextração em fase sólida

Resumo

O fentanil é um analgésico sintético, de uso restrito ao ambiente hospitalar comumente usado para induzir e manter anestesias e sedações. Em raras situações, pode ser indicado para pacientes com dores crônicas (adesivos transdérmicos). É um fármaco de elevada potência, chegando a ser 80 vezes mais potente que a morfina. Como droga de abuso, as formas mais comuns de uso do fentanil (e seus derivados) é a ingestão de selos (semelhantes ao LSD) ou a inalação do pó. O aumento significativo no número de usuários e, consequentemente, indivíduos que se tornaram dependentes, foram hospitalizados ou mesmo a óbito por overdose fez com que a comunidade científica passasse a tratar este problema como "a crise dos opióides" (em inglês, the opioids crisis). As técnicas miniaturizadas de preparo de amostras, como a de microextração com sorvente empacotado (microextraction by packed sorbent, MEPS), vêm sendo utilizada em laboratórios de toxicologia analítica. A MEPS permite preparo de amostras automatizado ou semi-automatizado, consome pequenas quantidades de solventes orgânicos e de amostra. O presente trabalho tem por objetivo otimizar os parâmetros de extração e validar um método semi-automatizado para análise de fentanil e seus análogos (acetilfentanil, valerilfentanil, tiofentanil, acrilfentanil, furanilfentanil e carfentanil) por MEPS e cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas sequencial (GC-MS/MS). O método desenvolvido poderá ser utilizado para diagnóstico laboratorial de intoxicações causadas por estes agentes tóxicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA CUNHA, KELLY FRANCISCO; RODRIGUES, LEONARDO COSTALONGA; HUESTIS, MARILYN A.; COSTA, JOSE LUIZ. Miniaturized extraction method for analysis of synthetic opioids in urine by microextraction with packed sorbent and liquid chromatography-tandem mass spectrometry. Journal of Chromatography A, v. 1624, AUG 2 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.