Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica

Processo: 18/05306-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Simone de Fátima Medeiros Sampaio
Beneficiário:Ludmila Marcondes Pontes Lopes
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19651-7 - Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica, AP.R
Assunto(s):Farmacodinâmica   Farmacocinética   Toxicologia   Fármacos   Atomização   Spray drying   Desenvolvimento de fármacos

Resumo

Os novos sistemas carreadores de princípios ativos visam modificar as propriedades físico-químicas limitantes dos fármacos, melhorando, desta forma, a sua farmacodinâmica (potencialização do efeito terapêutico), farmacocinética (controle da absorção e distribuição nos tecidos) e reduzindo os seus efeitos toxicológicos (toxicidade local e sistêmica). A modificação da permeabilidade e solubilidade de um princípio ativo é um fator crucial para melhorar sua administração e aumentar sua biodisponibilidade. Dentro desse contexto, o principal objetivo deste projeto consiste no preparo de formulações sólidas, a partir de polímeros biocompatíveis e biodegradáveis, para favorecer a administração e prolongar a liberação de princípios ativos com baixa solubilidade. Na primeira etapa de sua execução, serão obtidos micro e nanopartículas e, ainda, nanofibras, a partir de homopolímeros e misturas de polímeros, através das técnicas de secagem por atomização (spray-drying) e eletrofiação. Em seguida, será estudada a incorporação de diferentes princípios ativos hidrofóbicos nas matrizes poliméricas e suas cinéticas de liberação in vitro serão cuidadosamente avaliadas. Ensaios de citotoxidade serão realizados para as formulações preparadas no desenvolvimento do projeto. Os estudos realizados neste projeto contribuirão para um avanço em termos de síntese e conhecimento das propriedades de novos materiais com potencial para futuras aplicações na fabricação de diversos medicamentos, objetivando reduzir o número de dosagens requeridas em um determinado tratamento, a ocorrência de efeitos colaterais e, consequentemente, aumentar o conforto do paciente. (AU)