Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica

Processo: 15/19651-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2016 - 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Simone de Fátima Medeiros Sampaio
Beneficiário:Simone de Fátima Medeiros Sampaio
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Pesq. associados:Amilton Martins dos Santos ; Nicole Raymonde Demarquette
Auxílios(s) vinculado(s):17/50126-1 - Triggered micelles for enhanced integration of chemotherapy and photodynamic therapy, AP.R SPRINT
Bolsa(s) vinculada(s):18/05306-4 - Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica, BP.TT
17/11000-2 - Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica, BP.TT
16/08590-0 - Desenvolvimento de formulações sólidas e encapsulação de princípios ativos hidrofóbicos para aplicação tópica e sistêmica, BP.TT
Assunto(s):Polímeros biodegradáveis  Spray drying  Polímeros (materiais)  Eletrofiação  Materiais hidrofóbicos  Fármacos anti-HIV 

Resumo

Os novos sistemas carreadores de princípios ativos visam modificar as propriedades físico-químicas limitantes dos fármacos, melhorando, desta forma, a sua farmacodinâmica (potencialização do efeito terapêutico), farmacocinética (controle da absorção e distribuição nos tecidos) e reduzindo os seus efeitos toxicológicos (toxicidade local e sistêmica). A modificação da permeabilidade e solubilidade de um princípio ativo é um fator crucial para melhorar sua administração e aumentar sua biodisponibilidade. Dentro desse contexto, o principal objetivo deste projeto consiste no preparo de formulações sólidas, a partir de polímeros biocompatíveis e biodegradáveis, para favorecer a administração e prolongar a liberação de princípios ativos com baixa solubilidade. Na primeira etapa de sua execução, serão obtidas micro e nanopartículas e, ainda, nanofibras, a partir de homopolímeros e misturas de polímeros, através das técnicas de secagem por atomização (spray-drying) e eletrofiação. Em seguida, será estudada a incorporação de diferentes princípios ativos hidrofóbicos nas matrizes poliméricas e suas cinéticas de liberação in vitro serão cuidadosamente avaliadas. Ensaios de citotoxidade serão realizados para as formulações preparadas no desenvolvimento do projeto. Espera-se, com a execução deste projeto, desenvolver materiais capazes de aumentar a biodisponibilidade e modificar a farmacocinética de medicamentos hidrofóbicos para liberação tópica e sistêmica. Os estudos realizados neste projeto contribuirão para um avanço em termos de síntese e conhecimento das propriedades de novos materiais com potencial para futuras aplicações na fabricação de diversos medicamentos, objetivando reduzir o número de dosagens requeridas em um determinado tratamento, a ocorrência de efeitos colaterais e, consequentemente, aumentar o conforto do paciente. (AU)