Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação com selênio em camundongos com hipercolesterolemia em uso de estatinas

Processo: 18/09478-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Anderson Marliere Navarro
Beneficiário:Lígia Moriguchi Watanabe
Supervisor no Exterior: Lucia Andreia Seale
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Hawaii at Manoa (UH), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/05677-7 - Efeito do consumo da castanha-do-brasil (Bertholetia excelsa H.B.K.) sobre selenocompostos no uso crônico de estatinas, BP.DR
Assunto(s):Metabolômica   Selênio   Dislipidemias   Selenoproteínas   Inibidores de hidroximetilglutaril-CoA redutases

Resumo

Introdução: As estatinas inibem os primeiros passos da biossíntese do colesterol na via do mevalonato. Essa via também é importante para a maturação da tRNA selenocisteína (Sec tRNA), responsável pela expressão de todas as selenoproteínas, e, quando inibida, resulta em menor disponibilidade de selenoproteínas. A diminuição das selenoproteínas tem sido associada a efeitos colaterais relacionados ao uso de estatinas, como miopatias e aumento do estresse oxidativo. Objetivo: Os estudos aqui propostos irão melhorar nossa compreensão sobre os efeitos da suplementação de selênio combinada com o uso de estatinas em modelos animais. Metodologia: Camundongos homozigotos KO idade e camundongos homozigotos do tipo selvagem (WT) e/ou animais C57BL/6J serão usados em experimentos. Amostras de sangue serão coletadas para análise dos níveis de colesterol, estresse oxidativo e atividade da creatina quinase. O teor total de selênio no plasma, músculo e fígado será avaliado por espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS). O Western Blot será realizado para quantificar a expressão das selenoproteínas. Testes estatísticos serão utilizados para avaliar as diferenças entre os grupos e as correlações entre as variáveis de interesse. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SEALE, LUCIA A.; OGAWA-WONG, ASHLEY N.; WATANABE, LIGIA M.; KHADKA, VEDBAR S.; MENOR, MARK; TORRES, DANIEL J.; CARLSON, BRADLEY A.; HATFIELD, DOLPH L.; BERRY, MARLA J. Adaptive Thermogenesis in a Mouse Model Lacking Selenoprotein Biosynthesis in Brown Adipocytes. INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 22, n. 2 JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
SEALE, LUCIA A.; KHADKA, VEDBAR S.; MENOR, MARK; XIE, GUOXIANG; WATANABE, LIGIA M.; SASUCLARK, ALEXANDRU; GUIRGUIS, KYRILLOS; HA, HERENA Y.; HASHIMOTO, ANN C.; PEPLOWSKA, KAROLINA; TIIRIKAINEN, MAARIT; JIA, WEI; BERRY, MARLA J.; DENG, YOUPING. Combined Omics Reveals That Disruption of the Selenocysteine Lyase Gene Affects Amino Acid Pathways in Mice. NUTRIENTS, v. 11, n. 11 NOV 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.