Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo celular e dinâmica mitocondrial em rins submetidos à lesão de isquemia e reperfusão: um papel para a heme oxigenase 1

Processo: 18/21844-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Nathalia Franchon Marques Tejada
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05264-7 - Metabolismo celular, microbiota e sistema imune: novos paradigmas na fisiopatologia das doenças renais, AP.TEM
Assunto(s):Metabolismo celular   Bioenergética   Transplante de rim   Isquemia   Lesão por inalação de fumaça   Ciclo-oxigenase 1   Dinâmica mitocondrial   Microscopia eletrônica

Resumo

O transplante renal é um dos mais realizados atualmente, porém, não obstante à disponibilidade reduzida de órgãos, o desfecho clínico dos pacientes é também determinado pelo tempo em que o rim permanece em isquemia, seja pela ausência de fluxo, in vivo, ou ex vivo, no transporte do órgão. Sabe-se que ambas as condições implicam em alterações metabólicas e mitocondriais relacionadas ao dano celular e função retardada do enxerto (FRE), com piores prognósticos. Dessa forma, acreditamos que a intervenção com drogas que atuem no metabolismo e dinâmica mitocondriais seriam capazes de garantir maior preservação e funcionamento do órgão. Nesse sentido, propomos estudar a heme-oxigenase-1 (HO-1), uma molécula já conhecida por suas funções citoprotetoras, na modulação metabólica e da dinâmica mitocondrial em contexto de transplante renal. Para isso, utilizaremos três modelos experimentais: (I) animais submetidos à lesão de isquemia e reperfusão previamente tratados com hemin, um indutor de HO-1; (II) animais tratados com hemin submetidos à nefrectomia e armazenamento do órgão em solução de preservação fria, e (III) animais submetidos à nefrectomia com armazenamento do órgão em solução de preservação fria contendo hemin. Serão avaliados, no rim, níveis de glicose e lactato por testes colorimétricos, além de marcadores da fusão e fissão mitocondriais, através de qPCR, western blot. Iremos também verificar a presença de superóxidos em mitocôndrias com Mitosox. A estrutura mitocondrial por microscopia eletrônica, e caracterizar a atividade e massa dessas através de marcação com Mitotraker e TMRE. Acreditamos que a indução de HO-1 em tais modelos implicará em melhor padrão metabólico frente à isquemia, bem como adequado equilíbrio entre fusão e fissão mitocondriais, parâmetros esses relacionados a melhor função do enxerto.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)