Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial de corantes fenotiazínicos para o controle de Toxoplasma gondii

Processo: 18/10711-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Gilberto Úbida Leite Braga
Beneficiário:Luiz Miguel Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Azul de metileno   Toxoplasma gondii

Resumo

Toxoplasma gondii é um parasita intracelular obrigatório responsável por distúrbios severos em seres humanos e animais, principalmente em gestantes e/ou em pacientes imunossuprimidos. O tratamento e a prevenção da toxoplasmose ainda são processos complexos não completamente resolvidos já que não há meios para o combate eficaz de todas as rotas de transmissão e proliferação parasitária. Entre as principais formas de transmissão do parasita, a ingestão de cistos presentes em tecidos de animais infectados (no Brasil os suínos são uma fonte importante) e de oocistos presentes em água ou alimentos contaminados, oriundos de fezes dos felídeos (hospedeiros definitivos), são prevalentes. Apesar do grande potencial antiparasitário contra Plasmodium e Neospora caninum, os corantes fenotiazínicos, como o Azul de Metileno e seus derivados, ainda não foram avaliados contra T. gondii. Serão estudados quatro corantes fenotiazínicos comerciais (Azul de Metileno, Novo Azul de Metileno, Azul de Toluidina O e 1,9 - Dimetil Azul de Metileno) e quatro derivados tetra e penta cíclicos não comerciais (DO15, DO16, DO37 e DO43) sintetizados pelo Prof. Mark Wainwright da Liverpool Jonh Moores University, UK. Estas moléculas são capazes de inativar apicomplexas em concentrações nano-molares e são compatíveis com as drogas utilizadas contra T. gondii, como a Pirimetamina. Neste projeto, propomos avaliar o potencial antiparasitário do Azul de Metileno e de novos fenotiazínicos ainda não comerciais contra T. gondii, por meio de modelos in vitro e in vivo. Primeiramente os corantes serão testados nas formas taquizoítas in vitro a fim de obter as concentrações inibitórias de referência (Inhibitory Concentration, IC50) de cada composto. Os mecanismos de ação dos diferentes compostos nos parasitas serão investigados pela avaliação da produção de espécies reativas de oxigênio, viabilidade, integridade da mitocôndria, peroxidação de lipídeos e mensuração dos níveis de glutationa reduzida. Os corantes com os melhores desempenhos in vitro (que apresentarem IC50 abaixo de 0.5 mM) serão avaliados em um modelo de toxoplasmose in vivo, associados ou não com a Pirimetamina, droga de referência no tratamento da doença. Caso seja confirmado o potencial antiparasitário dos fenotiazínicos neste projeto, estes compostos poderão representar uma estratégia terapêutica de baixo custo a ser testada em formulações para tratamento da toxoplasmose.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
POSSATO, BRUNA; DALMOLIN, LUCIANA FALCCO; PEREIRA, LUIZ MIGUEL; ALVES, JACQUELINE QUERINO; SILVA, RAPHAEL TRISTAO CRUVINEL; GELAMO, ROGERIO VALENTIM; YATSUDA, ANA PATRICIA; LOPEZ, RENATA FONSECA VIANNA; DE ALBUQUERQUE, SERGIO; LEITE, NATALIA BUENO; et al. Gold(III) complexes with thiosemicarbazonate ligands as potential anticancer agents: Cytotoxicity and interactions with biomolecular targets. European Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 162, . (18/21020-3, 18/10711-5, 18/24544-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.