Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto dos ecossistemas de inovação no fomento e desempenho de startups do sistema agroalimentar (agtechs): um estudo de caso ibero-americano

Processo: 20/01797-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Celso da Costa Carrer
Beneficiário:Geovana Agostinho de Amorim
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/02643-2 - Impacto dos ecossistemas de inovação no fomento e desempenho de startups do sistema agroalimentar (AGTechs): um estudo de caso ibero-americano, AP.R
Assunto(s):Desenvolvimento econômico   Agronegócio   Empresas   Incubadora de empresas   Parques tecnológicos

Resumo

Os estudos relacionados a empreendedorismo e ecossistema de inovação estão diretamente ligados ao desenvolvimento econômico local e global nas economias modernas. Por sua vez, o agronegócio é a base da economia de países como o Brasil e outros da América Latina. Este setor, estrategicamente importante, necessita de inovações constantes a fim de se manter competitivo e atualizado com as necessidades da humanidade. Nesse contexto, as startups e spin-offs, sobretudo universitárias, além de gerarem empregos e renda, são responsáveis pela resolução do problema central de abastecer um planeta cada vez mais habitado e com crescente demanda por consumo de alimentos e biomassas (fibras, celulose, biocombustíveis). Este projeto pretende estudar o processo de formação e desenvolvimento de empresas ligadas ao sistema agroalimentar (AGTech) em incubadoras e parques científicos/tecnológicos internacionais. A metodologia a ser utilizada será baseada em pesquisa quantitativa (análise multivariada) e qualitativa (estudo de caso e análise de discurso) junto aos coordenadores de incubadoras e parques científicos/tecnológicos, empreendedores e stakeholders envolvidos. O principal instrumento de colheita de dados parte da experiência exitosa do PCUV, membro da Rede AGROINNCUBA, projeto apoiado pelo Programa CYTED . Pretende-se, ao final, contribuir para o aumento do conhecimento da indução do desenvolvimento de novas AGTech, através do diagnóstico destes ecossistemas e de boas práticas que podem ser reproduzidas em outras situações internacionais semelhantes. (AU)