Busca avançada
Ano de início
Entree

Complexo oleaginoso da semente de Urucum (bixa orellana) para aplicação no controle de peso e comorbidades: desenvolvimento do produto, determinação da eficácia e segurança

Processo: 20/14779-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Milena Morandi Vuolo
Beneficiário:Milena Morandi Vuolo
Empresa:Rubian Xtract Serviços Ltda
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Vinculado ao auxílio:20/05660-2 - Complexo oleaginoso da semente de urucum (Bixa orellana) para aplicação no controle de peso e comorbidades: desenvolvimento do produto, determinação da eficácia e segurança, AP.PIPE
Assunto(s):Compostos fitoquímicos   Suplementos nutricionais   Sementes   Urucum   Obesidade   Comorbidade   Resistência à insulina   Tocotrienóis   Cromatografia com fluido supercrítico   Pesquisa médica translacional

Resumo

O projeto será realizado pela Rubian Xtract Serviços Ltda., empresa na fase de pré-comercialização de extratos para aplicações nas áreas de suplementos nutracêuticos, cosméticos e alimentos. O objetivo do trabalho é desenvolver produtos a partir do complexo oleaginoso extraído da semente de urucum (Bixa orellana) por fluído supercrítico, bem como avaliar através de estudos translacionais em humanos a eficácia e segurança dos produtos obtidos como nutracêuticos para aplicação em controle de peso corporal e comorbidades. A extração será realizada por meio de técnica limpa utilizando gás carbônico no estado supercrítico, com planos de otimização através do desenvolvimento de etapas de fracionamento para permitir técnicas de padronização por meio da dosagem e misturas dos marcadores tocotrienol e geranilgeraniol. Após estudos preliminares de segurança realizados no Pipe I que avaliaram a citotoxicidade e marcadores de toxicidade hepática, o complexo será testado adicionalmente por meio dos seguintes testes de segurança complementares: teste AMES e teste de micronúcleo para verificar efeitos de genotoxicidade/mutagenicidade, e o teste de toxicidade subcrônica para avaliar possíveis efeitos tóxicos. A partir do complexo oleaginoso serão desenvolvidos dois produtos encapsulados: óleo em cápsulas soft-gel e emulsão seca microencapsulada em pó. Os produtos desenvolvidos serão avaliados quanto à eficácia em parâmetros como ganho de peso, perfil lipídico e resistência à insulina, bem como suas variáveis relacionadas tais como: gasto energético, marcadores inflamatórios (proteína C reativa e IL-6) e anti-inflamatórios (adiponectina), resposta insulinêmica e glicêmica (clamp euglicêmico-hiperinsulinêmico) e fatores relacionados à saciedade (GLP-1, grelina e peptídeo YY) em experimento translacional em humanos. Tendo em vista os resultados preliminares obtidos no PIPE I com destaque ao efeito do extrato do óleo bruto nos fatores supracitados espera-se desenvolver produtos a partir do complexo oleaginoso de Urucum, possuindo o diferencial de manter a sinergia natural (efeito entourage) dos compostos tocotrienol e geranilgeraniol, como originalmente nas sementes, com segurança, estabilidade e desempenho biológico comprovados. Deste modo poderá ser lançado no mercado de ingredientes funcionais e nutracêuticos com superioridade na eficácia comparado aos produtos já disponíveis no mercado e confirmada segurança na ingestão. Será o primeiro produto nacional fonte do fitocomplexo tocotrienol-geranilgeraniol obtido a partir da semente do Urucum. (AU)