Busca avançada
Ano de início
Entree

O termo mulato em perspectiva comparada: categorias de cor entre Mariana e Luanda (século XVIII)

Processo: 22/04086-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Aldair Carlos Rodrigues
Beneficiário:Gabriel Antonio Bomfim Seghetto
Supervisor: Roquinaldo Ferreira
Instituição Sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Pennsylvania, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:21/08899-9 - O termo mulato em perspectiva comparada: categorias de cor entre Mariana e Luanda (século XVIII), BP.MS
Assunto(s):História comparada   Império Português
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:História Comparada | Ideário étnico-racial | império português | Mulatos | Significados sociais e políticos | História das relações étnico-raciais no império português

Resumo

Este projeto propõe-se investigar os significados sociais e políticos atribuídos ao termo mulato, durante o século XVIII, em dois espaços coloniais: Luanda (Angola) e Mariana (Minas Gerais). As duas cidades eram, respectivamente, importante porto fornecedor de escravizados para Minas Gerais e um dos principais destinos dos cativos na capitania. Por meio do método da história comparada, a pesquisa visará captar as semelhanças, diferenças e potenciais diálogos entre as concepções raciais de cada lugar. A análise das construções sociais em torno dos mulatos será feita no contexto de ocupação de territórios anexados ao império português. Serão consultadas as seguintes tipologias documentais: assentos de batismo, testamentos, mapas populacionais, relatos de viagem e cartas. Dessas fontes, a investigação irá recuperar os usos da palavra mulato inserida nos contextos socioculturais em que foram produzidas. Comparando-se as definições de mulato em regiões e realidades particulares, não só seremos capazes de compreender as continuidades e descontinuidades do ideário étnico-racial no Atlântico Sul como poderemos discutir as dinâmicas populacionais de cada colônia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)