Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos nanossistemas biomiméticos a base de ortofosfatos de cálcio recobertos com membranas celulares para aplicação em bioimagem e liberação controlada de antineoplásicos

Processo: 20/14417-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2022
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Valtencir Zucolotto
Beneficiário:Thales Rafael Machado
Instituição Sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50947-7 - INCT 2014: em Células Tronco e Terapia Celular no Câncer, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):23/12673-1 - Nanopartículas de fosfato de cálcio quimicamente modificadas com componentes de direcionamento utilizando química click para a entrega de medicamentos anticancerígenos, BE.EP.PD
Assunto(s):Nanomedicina   Neoplasias pancreáticas   Neoplasias hepáticas   Sistemas de liberação de medicamentos   Antineoplásicos   Sistemas teranósticos   Membrana celular   Imageamento por fluorescência
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Câncer de fígado | cancer de pancreas | drug delivery | Imageamento por Fluorescência | membrana celular | Ortofosfatos de cálcio | Nanomedicina

Resumo

O Câncer de pâncreas, quarta causa mais frequente de mortes entre as doenças neoplásicas malignas, apresenta alta taxa de progressão de metástase para órgãos como o fígado, fato que se relaciona a prognósticos reservados para pacientes acometidos pela doença, cujo período médio de sobrevivência é de apenas 6 meses. Na nanomedicina moderna, os nanocarreadores teranósticos se situam na linha de frente na busca por soluções inovadoras para a melhoria da eficiência dos métodos terapêuticos tradicionais contra o Câncer, como a quimioterapia. Tais nanossistemas possibilitam a administração de compostos antineoplásicos de maneira direcionada nas células cancerígenas, bem como o monitoramento de seus efeitos terapêuticos, dado que apresentam, simultaneamente, as funções de diagnóstico e terapia. O presente projeto visa à obtenção de novos nanossistemas teranósticos biomiméticos a base de ortofosfatos de cálcio (CaPs) recobertos com os principais constituintes das próprias membranas das células de Câncer de pâncreas e fígado. O recobrimento das nanopartículas de CaPs objetiva à possibilidade de camuflá-las do sistema imunológico e permitir acúmulo ativo nas células alvo por autorreconhecimento homotípico. Os nanocarreadores serão utilizados para a entrega dos antineoplásicos gencitabina e paclitaxel, dois agentes terapêuticos de primeira linha usualmente coadministrados em clínica para o tratamento de distintos Cânceres, incluindo o de pâncreas. As nanopartículas de CaPs serão avaliadas quanto às suas propriedades pH-responsivas na liberação dos fármacos via dissolução dos materiais em íons atóxicos devido ao pH ácido no interior das células tumorais. Pretende-se explorar o monitoramento em tempo real dos nanossistemas por imagem através da fluorescência intrínseca dos CaPs, tendo em vista a minimização de possíveis riscos à saúde, ao passo em que não apresentariam compostos luminescentes potencialmente tóxicos e insolúveis. O projeto tem como objetivo contribuir com novos nanossistemas teranósticos inseridos em uma área de fronteira da nanomedicina com potencial de aplicação em terapia guiada por imagem buscando a melhoria na eficiência terapêutica e de diagnóstico em células tumorais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)