Busca avançada
Ano de início
Entree

Aprendizado e memória em espécies de abelhas com diferentes níveis de socialidade

Processo: 23/09542-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Fixação de Jovens Doutores
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Acordo de Cooperação: CNPq
Pesquisador responsável:Fábio Santos do Nascimento
Beneficiário:João Marcelo Robazzi Bignelli Valente Aguiar
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:23/01451-8 - Aprendizado e memória em espécies de abelhas com diferentes níveis de socialidade, AP.R
Assunto(s):Aprendizagem   Memória   Ecologia comportamental
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aprendizado | euglossini | memória | resposta da extensão de probóscide | Ecologia Comportamental

Resumo

Existe uma enorme variação na complexidade cognitiva das espécies, e vários estudos mostram que tanto fatores ecológicos quanto fatores sociais têm grande importância para explicar tal variação cognitiva. A grande maioria dos estudos sobre a evolução cognitiva tem sido realizados utilizando animais vertebrados, investigando fatores morfológicos do cérebro, assim como as habilidades comportamentais desses animais levando em consideração a socialidade dessas espécies. Insetos sociais são modelos importantes para entender a evolução da socialidade, sendo que os que vivem em sociedades complexas podem apresentar capacidades organizacionais importantes, como a divisão de tarefas dentro e fora da colônia. Apesar de existirem importantes estudos sobre a evolução do tamanho cerebral e neuroanatomia em insetos, informações sobre a evolução das habilidades cognitivas ainda são escassas. Dentre os insetos sociais, as abelhas são notáveis quanto à complexidade cognitiva e de tarefas que podem ser realizadas, sendo ótimos modelos de estudos de psicologia experimental e comportamento. Uma das formas de acessar as habilidades cognitivas das abelhas é por meio do protocolo de Resposta de Extensão de Probóscide (REP). Porém, os estudos utilizando tal protocolo focam em abelhas sociais, negligenciando as investigações sobre as habilidades cognitivas de abelhas solitárias e primitivamente sociais. Assim, este projeto buscará investigar as diferenças nas habilidades cognitivas de aprendizado, memória e discriminação olfativas entre abelhas sociais e primitivamente sociais, sob o protocolo de REP, no intuito de preencher uma importante lacuna do conhecimento, que é entender como evoluiu a cognição em relação à socialidade das abelhas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)