Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilizacao de metodos quimiometricos de correlacao em 2-d e espectrometria raman no infravermelho-proximo para identificacao rapida,qualitativa e quantitativa,das bacterias staphylococcus ...

Processo: 03/01522-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2003
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Cesar Alexandre de Mello
Beneficiário:Leonardo Neves de Andrade
Instituição-sede: Coordenadoria Adjunta de Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Identificação de bactérias   Quimiometria   Staphylococcus aureus

Resumo

Apresenta-se um projeto de pesquisa com uma abordagem, ainda pouco explorada, para o desenvolvimento de um novo método utilizando espectroscopia Raman no infravermelho próximo (NIR) e correlação em duas dimensões (2 D) com espectrômetros de baixa resolução e baixo custo (2-D near-Raman) e redes neurais artificiais, para a rápida identificação e quantificação in vitro do crescimento de bactérias de interesse clínico, em meios de cultura sólidos e líquidos. Serão avaliados microorganismos como a bactéria Escherichia coli, causadora de infecções gastro-intestinais, toxinfecções alimentares, septicemias, infecções hospitalares, bacteremias sintomáticas, infecções do sistema nervoso central e principal causadora de infecções urinárias, sendo também à principal bactéria indicadora de contaminação fecal em águas e alimentos. Também avaliaremos a bactéria Staphylococcus aureus, causadora de dermatites, bacteremias sintomáticas, intoxicações alimentares, infecções do sistema nervoso central, infecções urinárias, infecções genitais, septicemia e a principal causadora de infecções hospitalares. Atualmente, o tempo gasto para a identificação de bactérias é elevado (dois a quatro dias) podendo em alguns casos ter repercussões indesejáveis como, a piora do quadro clínico ou até o óbito do paciente. Este novo método de análise propiciará em tempo extremamente reduzido (cerca de 6h) a identificação destas bactérias, o que proporcionará um tratamento mais rápido e adequado ao paciente. (AU)