Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos in vitro e in vivo de leucotrieno B4 exógeno na infecção experimental por Mycobacterium Tuberculosis

Processo: 07/08469-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Fabiani Gai Frantz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/12856-2 - Modulação das respostas imunes inata e adquirida por leucotrienos e prostaglandinas, AP.TEM
Assunto(s):Lipossomos   Mycobacterium tuberculosis   Tuberculose   Nanotecnologia   Inflamação   Leucotrienos

Resumo

Leucotrienos (LTs) são mediadores lipídicos derivados dos metabólitos do ácido araquidônico (AA) através da via da 5-lipoxigenase (5-LO), que exercem potente ação quimioatraente para neutrófilos e eosinófilos. Nos últimos anos estudos referentes à função dos leucotrienos restringiram-se não apenas a participação destes como mediadores da resposta inflamatória, mas também como mediadores capazes de modular a síntese e liberação de citocinas durante a resposta imune adaptativa. Além disso, também tem sido demonstrada sua participação nos mecanismos de defesa do hospedeiro contra agentes infecciosos, incluindo Klebsiella pneumoniae, Leishmania amazonensis, Escherichia coli, Histoplasma capsulatum e Strongyloides venezuelensis. Recentemente, demonstramos que na infecção experimental pelo bacilo da tuberculose, há aumento de LTB4 no pulmão dos animais, sendo que a inibição farmacológica da produção deste eicosanóide causa um descontrole no crescimento bacteriano e os animais sucumbem à infecção. Dos mecanismos de ação contra a infecção por Mycobacterium tuberculosis, a fagocitose, a produção de citocinas (inflamatórias e do padrão Th1), e a produção de reativos intermediários do nitrogênio são fundamentais na resolução desta infecção. Todavia, sabemos que a ligação de LTB4 a seus receptores culmina em ativação intracelular que favorece a fagocitose e morte de bactérias intracelulares. Neste sentido, na infecção experimental por M. tuberculosis, iremos investigar os efeitos da administração in vivo e in vitro de uma formulação de lipossomas catiônicos contendo LTB4, a qual favorece a proteção do mediador contra degradação do meio extracelular e que assegura o "delivery" deste lipídeo diretamente às células do sitio onde se encontra o patogeno. Para o estudo in vivo, iremos infectar pela via intratraqueal camundongos selvagens ou deficientes da enzima 5-LO com cepa virulenta de M. tuberculosis H37RV, administrar o mediador lipídico e avaliar o crescimento da bactéria no pulmão dos animais, bem como a produção de citocinas, eicosanóides e óxido nítrico. In vitro iremos avaliar os efeitos da administração da formulação em cultura de macrófagos alveolares, quanto a alteração da capacidade fagocítica e microbicida de M. tuberculosis, bem como a sinalização intracelular envolvida nestes mecanismos e a produção de citocinas mediadores lipídicos. Com este estudo, pretendemos complementar o entendimento dos mecanismos de resposta imune na tuberculose, patologia que causa milhões de mortes principalmente em países em desenvolvimento, bem como provir bases para utilização de mediadores lipídicos como adjuvantes terapêuticos em tratamento de doenças infecciosas.