Busca avançada
Ano de início
Entree

Desafios em arquiteturas orientadas a serviços com QoS: desempenho e confiabilidade em tempo-real

Processo: 09/06355-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Novas Fronteiras
Vigência (Início): 15 de outubro de 2009
Vigência (Término): 14 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Francisco José Monaco
Beneficiário:Francisco José Monaco
Anfitrião: Vincenzo Grassi
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Roma Tor Vergata, Itália  
Assunto(s):Arquitetura orientada a serviços

Resumo

Um importante paradigma em projetos de aplicações computacionais distribuídas de larga escala é dado pelo modelo de arquitetura orientada a serviços (SOA). Baseada na composição de aplicações complexas a partir de serviços-componentes fracamente acoplados e desenvolvidos independentemente, a abordagem SOA funda-se na combinação de unidades autônomas que interagem coordenadamente sobre um protocolo comum independente de implementação a fim de prover a funcionalidade desejada. Quando implantados como componentes operacionais em sistemas em campo, serviços computacionais devem responder sincronamente a eventos do mundo real associados aos processos de negócios que implementam, e portanto necessitam atender requisitos temporais ditados pela dinâmica do ambiente em que operam. Isso evoca uma abordagem de sistemas de tempo-real. O cumprimento de requisitos funcionais concernentes à lógica de negócios, e de requisitos não-funcionais relativos aos níveis de QoS esperados do sistema SOA, constitui um desafio em vista da dinâmica estocástica de sistemas computacionais em rede. Um conceito emergente para lidar com essa imprevisibilidade é o uso de princípios de controle retroalimentado. Este projeto de pesquisa é alinhado segundo essa perspectiva, focando o desenvolvimento de modelos e técnicas voltadas à alocação de recursos auto-adaptativa em sistemas SOA dotados de QoS em termos de restrições de desempenho e confiabilidade. A investigação endereça estratégias de controle em tempo-de-execução para seleção de serviços e escalonamento de requisições em aplicações compostas suportando processos de negócios de tempo-real. O estudo deve resultar na identificação de metodologias, técnicas e ferramentas para habilitar mecanismos auto-adaptativos de provisão de QoS em sistemas distribuídos de larga escala. (AU)