Busca avançada
Ano de início
Entree

A elegia erótica romana e a tradição didascálica como matrizes compositivas da Ars Amatoria de Ovídio

Processo: 00/11923-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2001
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2003
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio de Vasconcellos
Beneficiário:Matheus Trevizam
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Elegia   Erotismo   Poesia   Gêneros literários

Resumo

Pretende-se, com o desenvolvimento do trabalho de pesquisa apresentado, determinar em que medida Ovídio se apropriou de elementos discursivos originalmente integrantes dos universos da elegia erótica romana e da poesia didascálica para a composição de sua Ars amatoria. Assim, espera-se fornecer dados que fomentem a compreensão do significado da renovação estética para esse poeta, capaz, segundo cremos, de movimentar-se com grande flexibilidade em meio às convenções de gêneros determinadas pela literatura clássica. Concomitantemente a tal estudo, haverá a tradução integral (em prosa e acrescida de notas explicativas) da obra referida. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TREVIZAM, Matheus. A elegia erotica romana e a tradição didascalica como matrizes compositivas da Ars amatoria de Ovidio. 2003. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.