Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação farmacocinética do extrato bruto e de metabólitos secundários das folhas de Copaifera langsdorffii Desf.

Texto completo
Autor(es):
Juliana de Carvalho da Costa
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (PCARP/BC)
Data de defesa:
Membros da banca:
Jairo Kenupp Bastos; Sérgio Ricardo Ambrosio; Hosana Maria Debonsi; Vera Lucia Lanchote; Luiz Alberto Beraldo de Moraes
Orientador: Jairo Kenupp Bastos; Hartmut Derendorf
Resumo

Copaifera langsdorffii Desf., popularmente conhecida como \"copaíba\", distribui-se abundantemente no cerrado brasileiro, sendo que diversas atividades biológicas já foram descritas na literatura para o seu oleorresina. Contudo, nos últimos anos, nosso grupo de pesquisa vem estudando as partes aéreas desta espécie e verificou-se que o extrato hidroalcoólico das folhas de C. langsdorffii apresentava atividade antilitiásica. Com a intenção de descobrir quais são os compostos relacionados a esta atividade, foi realizado o estudo fitoquímico das folhas. Com o auxílio de análises cromatográficas foi possível verificar o perfil de cada fração e, assim, escolher as mais promissoras para isolamento de compostos. A partir da fração em acetato de etila obtiveram-se os flavonoides quercetina-3-O-?-L-ramnopiranosídeo (quercitrina) e canferol-3-O-?-L-ramnopiranosídeo (afzelina), isolados por cromatografia contra-corrente (HSCCC), seguida de purificação por cromatografia líquida de alta eficiência preparativa (CLAE-preparativa). Já a partir da fração aquosa obtiveram-se os derivados galoilquínicos 5\'\'-O-metil-3,4-di-O-galoilquínico e 5\',5\'\'-di-O-metil-3,4-di-O-galoilquínico por cromatografia de filtração em gel (Sephadex), seguida de purificação em CLAE-preparativa. Nos testes farmacocinéticos, o extrato hidroalcoólico, quercitrina e o galoilquínico 5\',5\'\'-di-O-metil-3,4-di-O-galoilquínico foram os compostos selecionados para serem estudados. Para ambos os compostos, métodos analíticos foram validados em plasma e em salina para a realização dos estudos farmacocinéticos. Realizou-se também a calibração da sonda de microdiálise in vitro por retrodiálise, para se determinar as condições a serem empregadas in vivo. De maneira geral, quercitrina se ajustou ao modelo farmacocinético de dois compartimentos e, após administração intravenosa de 1 mg/kg, apresentou meia vida curta (t1/2 = 0,40 ± 0,07 h), uma rápida (? = 11,32 ± 1,90 h-1) e boa (Vdss = 2,10 ± 0,52 L/kg) distribuição tecidual e alta depuração (CL = 6,85 ± 0,62 L/h/kg). Por análise dos microdialisados renais, a fração livre de quercitrina nos rins foi 13 vezes maior do que a concentração livre no plasma. O composto galoilquínico, por se tratar de um composto inédito, foi estudado farmacocineticamente por via intravenosa em três concentrações (1 mg/kg, 1,5 mg/kg e 2 mg/kg) e se ajustou bem ao modelo de dois compartimentos com eliminação por Michaelis-Menten, apresentando comportamento não linear (ASC0-? 103,85 ± 23,90; 273,7 ± 81,6 e 363,6 ± 142,32 ?g h/mL, respectivamente). Não foi possível quantificar a concentração livre nos rins por microdiálise para o galoilquínico, pois o mesmo se ligava a sonda. Dessa maneira, o estudo de distribuição tecidual foi realizado, demonstrando que tanto quercitrina quanto o galoilquínico apresentavam alta penetrabilidade nos rins, com uma razão tecido renal/plasma de 23,7 e 12,4, respectivamente. Com relação ao perfil farmacocinético do extrato hidroalcoólico de C. langsdorffii e da fração butanólica após administração por via oral, verificou-se que não foi possível detectar nenhum dos isolados no plasma, sugerindo que tais substâncias foram metabolizadas e, provavelmente, tornaram-se ainda mais hidrossolúveis para posterior eliminação por via renal. Frente aos resultados, conclui-se que quercitrina e galoilquínico são substâncias de rápida eliminação e que podem estar relacionadas à atividade antilitiásica descrita para o extrato das folhas de C. langsdorffii. (AU)