Busca avançada
Ano de início
Entree


O programa Minha Casa Minha Vida: a mercadoria habitação a serviço da reprodução do capital em contexto de crise

Texto completo
Autor(es):
Bruno Xavier Martins
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Isabel Aparecida Pinto Alvarez; César Ricardo Simoni Santos; Lúcia Zanin Shimbo
Orientador: Isabel Aparecida Pinto Alvarez
Resumo

Esta pesquisa trata das determinações críticas da atual relação entre a política habitacional brasileira, as incorporadoras nacionais de capital aberto e a reprodução do capital financeiro ligado ao setor imobiliário, com uma pesquisa focada na análise do Programa Minha Casa Minha Vida I e II (PMCMV) na metrópole de São Paulo. A história da política habitacional no Brasil, porém, mais claramente no BNH, evidencia que a confluência entre Estado, empresas privadas do setor imobiliário e capital não é a novidade do momento atual. A diferença reside, basicamente, no contexto histórico e econômico em cada um dos períodos, ou seja, em como a questão da habitação se presta à adaptação dos diferentes momentos de reprodução do capital e do trabalho pelos quais o país passou e vem passando. Se no momento do BNH/autoconstrução a questão da habitação estava inserida no contexto de uma economia industrial, e produzia casas ao ritmo de rotação do capital industrial, coube a nós, nesta pesquisa, investigar quais seriam os elementos da produção da habitação social, via PMCMV, ao ritmo do capital de uma economia financeirizada. (AU)

Processo FAPESP: 13/22751-8 - O Programa Minha Casa Minha Vida: da ascensão do crédito ao cotidiano urbano endividado
Beneficiário:Bruno Xavier Martins
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado