Busca avançada
Ano de início
Entree


Perfil de miRNAs intracelulares e liberados via vesículas extracelulares na diferenciação neural de células-tronco pluripotentes.

Texto completo
Autor(es):
Lilian Cruz
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Marilene Hohmuth Lopes; Patricia Cristina Baleeiro Beltrao Braga; Ricardo José Giordano; Enrique Mario Boccardo Pierulivo; Chao Yun Irene Yan
Orientador: Marilene Hohmuth Lopes; Raphael Bessa Parmigiani
Resumo

As células-tronco processam e são sensíveis a múltiplos sinais dentro de seu microambiente, os quais podem exercer influências que regulam seu destino e sua função de forma espaço temporal. Neste contexto, células podem exercer seu papel biológico por transferir informação genética e alterar expressão gênica de alvos celulares através de vesículas extracelulares (VEs). MicroRNAs (miRNAs), uma classe de pequenos RNAs não codificantes, podem ser encontrados nestas vesículas e são considerados moléculas efetivas no controle do neurodesenvolvimento por regular genes chaves em tempo controlado. Pouco se sabe sobre como a diferenciação influencia o conteúdo de miRNAs liberados via VEs revelando o papel dos mesmos no microambiente de cada etapa do comprometimento neural. Assim, a proposta deste estudo foi analisar o perfil de miRNAs intracelulares e presentes em VEs envolvidos na diferenciação neural dopaminérgica de células-tronco pluripotentes e identificar os possíveis alvos regulados pelos mesmos como mecanismo de estabelecimento de um destino neural específico. (AU)

Processo FAPESP: 13/22078-1 - Perfil de miRNA de vesículas extracelulares na diferenciação neuronal de células-tronco embrionárias murinas
Beneficiário:Lilian Cruz
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto