Busca avançada
Ano de início
Entree


Camponeses da bacia do rio Tejo : economia, política e afeto na Amazônia

Autor(es):
Roberto Sanches Rezende
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Geraldo Luciano Andrello; Oscar Calavia Saez; Ana Cláudia Duarte Rocha Marques; Nashieli Cecilia Rangel Loera
Orientador: Mauro William Barbosa de Almeida
Resumo

O trabalho é uma etnografia de práticas econômicas de camponeses da bacia do rio Tejo, sudoeste do estado do Acre, na Amazônia brasileira. O foco principal são as relações de troca, em especial as caracterizadas localmente como relações de "ajuda". Analisando a aplicação do uso do termo "ajuda" para tipos de trocas aparentemente diferentes, exploro o significado da "ajuda" enquanto um tipo de reciprocidade particular. Sugiro que relações de ajuda não são altruístas ou desinteressadas e que também não se limitam ao interior das comunidades do rio Tejo, podendo abarcar relações com políticos e comerciantes. Assim, proponho um modelo explicativo para as relações de troca que busca compreender relações com diferentes atores, mas a partir de valores comuns e associados a comportamentos esperados entre parceiros de troca. Também exploro o componente afetivo presente nesse modelo econômico, que faz com que as trocas entre pessoas sejam também atos de produção de pessoas através de seus impactos na consideração e no parentesco. A elaboração de tal modelo se assenta em dados oriundos de pesquisa de campo e em fontes bibliográficas sobre a região do Alto Juruá, bem como em diálogos com obras da Antropologia Econômica. (AU)

Processo FAPESP: 10/10454-0 - Economias Amazônicas: multiplicidade de práticas e discursos no Alto Juruá
Beneficiário:Roberto Sanches Rezende
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado