Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da inclusão de teores crescentes de prebióticos nas dietas de cães adultos sobre parâmetros digestivos, fermentação fecal, microbiota e imunidade

Texto completo
Autor(es):
Karine de Melo Santos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcio Antonio Brunetto; Catarina Abdalla Gomide; Ricardo Souza Vasconcellos
Orientador: Marcio Antonio Brunetto
Resumo

No intuito de promover a saúde e reduzir o risco de doenças, a nutrição de animais de companhia tem evoluído de forma semelhante à humana, na busca por alimentos funcionais. Neste sentido, as Saccharomyces cerevisiea são leveduras com potencial prebiótico, pois podem estimular a produção de substâncias com propriedades imunoestimulatórias e aumentar a capacidade de prevenir a colonização de bactérias patogênicas no trato gastrintestinal. Porém, a composição e processo de produção podem influenciar na sua capacidade de atuação. Este estudo objetivou avaliar os efeitos da inclusão de teores crescentes de leveduras com metabólitos ativos (LMA) dietéticos na digestibilidade aparente dos nutrientes, microbiota e produtos da fermentação fecal e parâmetros imunológicos de cães adultos. Foram utilizados 18 cães adultos hígidos, machos e fêmeas, peso corporal médio de 15,8±7,37kg, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado constituído de três tratamentos experimentais, denominados: DC (dieta controle), LMA 0,3 (dieta controle com 0,3% de leveduras com metabólitos ativos) e LMA 0,6 (dieta controle com 0,6% de leveduras com metabólitos ativos). As médias dos resultados obtidos foram comparadas pelo teste de Tukey (p<0,05) no SAS. Pôde-se verificar que a inclusão do aditivo alterou a digestibilidade aparente da fibra bruta, da proteína bruta, extrativos não nitrogenados e energia metabolizável (p<0,05). Os produtos de fermentação não foram afetados pelo aumento da inclusão do prebiótico (P>0,05). O índice de fagocitose foi maior nas dietas LMA 0,3 e LMA 0,6 (P<0,05). Nas dosagens de LMA 0,3 e 0,6 as concentrações fecais de Prevotela, Allobaculum, Fusobacterium reduziram e Clostridium aumentaram (p<0,05). Collinsela aumentou em LMA 0,6 (p<0,05). Blautia apresentou tendência de aumento em LMA 0,3 e 0,6 e Lactobacillus em LMA 0,3 (p<0,10). De acordo com os teores de inclusão e os parâmetros avaliados neste estudo, o aditivo pode apresentar possível efeito na imunidade inata e inespecífica e promover modestas alterações na microbiota fecal de cães adultos saudáveis. (AU)

Processo FAPESP: 15/05493-0 - Efeitos da inclusão de teores crescentes de prebióticos na dieta de cães adultos sobre parâmetros digestivos, fermentação fecal, microbiota e imunidade
Beneficiário:Karine de Melo Santos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado