Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito do consumo das proteínas, peptídeos e aminoácidos do soro do leite nas heat shock proteins (HSPs) e parâmetros relacionados em ratos = Effect of the intake of whey proteins, their peptides and amino acids on the heat shock proteins (HSPs) and health related parameters in rats

Texto completo
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos
Data de defesa:
Orientador: Jaime Amaya-Farfán
Resumo

As proteínas do soro do leite (PSL) têm mostrado características de alimento funcional e suas propriedades podem ser ampliadas durante a digestão. Um dos efeitos do consumo da PSL hidrolisada (PSLH) é a indução da produção das heat shock proteins (HSPs), que são proteínas endógenas integrantes de um sistema protetor que promove a resistência e tolerância celular diante de condições adversas ao organismo. Evidências apontam que a indução das HSPs promove a citoproteção de fibras musculares, sobrevida celular, preservação da função muscular, reparação do dano muscular e prevenção da injúria térmica e oxidativa. Em estudo de nossa autoria, mostramos que a PSLH é capaz de aumentar a expressão a HSP70, hipotetizando-se que peptídeos bioativos presentes na PSLH atuem como sinalizadores metabólicos e expliquem várias das funções positivas atribuídas ao hidrolisado. Ainda, é sabido que a suplementação com glutamina estimula a expressão do sistema HSP, inclusive durante o exercício, porém pouco se sabe sobre a possibilidade de que outros aminoácidos possam exercer efeitos similares ao da glutamina. O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito das proteínas, alguns peptídeos e aminoácidos, presentes nas PSL, nas HSPs (HSP25, HSP60, HSP70, HSP90) e parâmetros metabólicos relacionados, em ratos submetidos ao exercício como fonte de alteração da homeostase. O estudo foi dividido em três experimentos: o primeiro, usando a PSLH como fonte proteica da dieta, o segundo, com cinco peptídeos bioativos (Isoleucil-leucina (lle-Leu), Leucil-isoleucina (Leu-lle), Valil-leucina (Val-Leu), Leucil-valina (Leu-Val)) e, o terceiro, com os aminoácidos (L-Leucina, L-isoleucina, L-valina, L-arginina, L-glutamina). Todos os animais foram submetidos ao exercício agudo em esteira rolante com a intenção de induzir o estresse e a alteração na homeostase, exceto os grupos controle, que permaneceram em repouso. Os resultados mostraram que o consumo da PSLH aumentou a expressão da HSP90 em sedentários e exercitados; entretanto nenhuma alteração foi provocada pelo exercício ou pela dieta na HSP60 ou HSP25. O peptídeo Leu-Val aumentou a expressão das HSP90, HSP70 e HSP25 no músculo, enquanto que o lle-Leu elevou a HSP70 muscular e sérica, e HSP60 no músculo. A suplementação com arginina induziu a HSP70 e HSP90 na mesma intensidade que a glutamina. Todos os aminoácidos elevaram a HSP60, em associação com o exercício, exceto a valina. Nenhum dos aminoácidos afetou a expressão da HSP25. Com base nos dados conclui-se que, enquanto a PSLH estimula as HSPs e vários fatores relacionados à preservação celular em músculo de ratos, os dipeptídeos Leu-Val e lle-Leu se destacaram por estimular a expressão de HSPs e diversos outros parâmetros, e que a arginina pode ter função protetora, semelhante à da glutamina. Sugere-se ainda que os peptídeos e aminoácidos selecionados estejam envolvidos ou sejam os responsáveis pelas várias funções positivas atribuídas ao consumo da proteína do soro do leite hidrolisada e, especialmente, como alternativa para elevar as HSPs e atenuar injúrias celulares (AU)

Processo FAPESP: 13/02862-0 - Efeito do consumo das proteínas do soro do leite, peptídeos e aminoácidos nas heat shock proteins (HSPs) e parâmetros relacionados em ratos
Beneficiário:Carolina Soares de Moura
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado