Busca avançada
Ano de início
Entree


Composição florística da comunidade de lianas lenhosas em duas formações florestais do estado de São Paulo

Texto completo
Autor(es):
Renata Giassi Udulutsch
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Vinicius Castro Souza; Jose Rubens Pirani; Ricardo Ribeiro Rodrigues
Orientador: Vinicius Castro Souza
Resumo

Tendo em vista a necessidade de se estudar as formações florestais do Estado de São Paulo de forma mais detalhada, a fim de que sua composição florística seja definida e seu processo de dinâmica compreendido, este estudo tem como objetivos principais: levantar e identificar as espécies de lianas lenhosas ocorrentes em um trecho de Floresta Ombrófila Densa do Parque Estadual Carlos Botelho (P.E.C.B.) e outro de Floresta Estacional Semidecídua da Estação Ecológica dos Caetetus (E.E.C.) e produzir um guia ilustrado de campo incluindo fotografias e diagnoses para as espécies de lianas lenhosas encontradas nas sub-parcelas amostradas e chaves de identificação baseadas em caracteres vegetativos. Foram sorteadas, para as duas áreas, 50 sub-parcelas de 20 X 20 m das 256 pertencentes ao projeto temático "Diversidade, dinâmica e conservação de florestas no Estado de São Paulo: 40 ha de parcelas permanentes". Também foram realizadas coletas aleatórias por trilhas e na borda dos fragmentos. Foram consideradas lianas todas as plantas que necessitavam de um suporte para o seu desenvolvimento e que mantinham contato permanente com o solo. Foram encontradas 76 espécies de lianas lenhosas para a E.E.C., distribuídas por 52 gêneros e 19 famílias e, para o P.E.C.B., 49 espécies, 40 gêneros e 19 famílias. Em campo e no laboratório foram feitos os registros fotográficos para cada espécie de liana, incluindo detalhes importantes para sua identificação. Com esses dados foi elaborado um guia ilustrado de identificação para as lianas lenhosas. Quanto aos mecanismos de fixação, na E.E.C. a forma preênsil esteve presente na maioria das espécies (57%) e no P.E.C.B. a forma volúvel foi a que apresentou maior destaque, estando presente em 45% das espécies amostradas, o que reforça as indicações de que em regiões neotropicais, um dos fatores que está relacionado ao sucesso adaptativo das lianas refere-se às especializações nos mecanismos de fixação ao forófito. (AU)

Processo FAPESP: 01/11558-5 - Composição florística da comunidade de lianas lenhosas em duas formações florestais do estado de São Paulo
Beneficiário:Renata Giassi Udulutsch
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado