Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação digital do efeito do ruído sobre a fala: relação sinal/ruído

Texto completo
Autor(es):
Vanessa Luisa Destro Fidêncio
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Bauru.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru
Data de defesa:
Membros da banca:
Adriane Lima Mortari Moret; Joao Candido Fernandes; Ticiana Cristina de Freitas Zambonato
Orientador: Adriane Lima Mortari Moret
Resumo

O ruído é um fator que contribui negativamente para a habilidade de compreensão da fala, o que pode prejudicar o desenvolvimento da criança com deficiência auditiva. Nas salas de aula, a fala raramente é transmitida a criança sem que haja interferência do ruído de fundo. Ao mesmo tempo, a efetiva transmissão da informação auditiva é imprescindível para um melhor desempenho acadêmico. Na maioria dos ambientes de aprendizagem, o que mais interfere para que haja uma boa percepção da fala é a relação sinal/ruído (S/R). O Sistema de Frequência Modulada (FM) funciona como o meio mais efetivo para melhorar a captação do sinal da fala e eliminar os efeitos da distância, ruído e reverberação em ambiente educacional. Objetivo: Avaliar a relação S/R a que crianças com deficiência auditiva estão expostas em ambiente escolar e comparar com o limiar de recepção da fala no ruído. Métodos: O trabalho foi realizado com crianças com deficiência auditiva e com linguagem oral estabelecida, usuárias de aparelho de amplificação sonora individual (AASI) e/ou implante coclear (IC) acoplados ao Sistema FM. A mensuração da relação sinal ruído foi realizada através da utilização de um gravador digital portátil e um programa de processamento de áudio para computador. Para avaliação da percepção da fala no ruído, foi aplicada a versão brasileira do teste Hearing in Noise Test (HINT), em campo livre em dois momentos: primeiramente com a criança utilizando apenas seus AASIs e/ou IC e em um segundo momento com o Sistema FM acoplado ao dispositivo individual. Resultados: Todas as crianças apresentaram melhor percepção da fala no ruído com o uso do Sistema FM. Apenas em uma sala de aula a relação sinal/ruído está adequada. Observou-se que a posição do aluno na sala de aula realmente influencia na qualidade da relação S/R a qual o mesmo está exposto. Também foi comprovado que, quanto maior o número de alunos, mais baixa é a relação S/R da sala de aula. Conclusão: A relação S/R da sala de aula em situação real de ensino mostrou-se com um valor mais próximo à relação S/R em que o paciente consegue compreender o discurso com o uso do Sistema FM, demonstrando que o uso do dispositivo é essencial para melhor compreensão da fala nesse ambiente. (AU)

Processo FAPESP: 11/04821-3 - Avaliação digital do efeito do ruído sobre a fala: relação sinal/ruído
Beneficiário:Vanessa Luisa Destro Fidêncio
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado