Busca avançada
Ano de início
Entree


Desempenho e qualidade da carne de cordeiros alimentados com feno de amoreira

Texto completo
Autor(es):
Luís Gabriel Alves Cirne
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.
Data de defesa:
Membros da banca:
Ricardo Andrade Reis; Hirasilva Borba; Edilane Aparecida da Silva; Roberto de Oliveira Roça
Orientador: Américo Garcia da Silva Sobrinho
Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho dos animais e as características físico-químicas, sensoriais e nutricionais da carne de cordeiros alimentados com dietas contendo 0; 12,5 e 25,0% de feno de amoreira em substituição ao concentrado. Foram utilizados vinte e quatro cordeiros Ile de France, com aproximadamente 60 dias de idade e 15 kg de peso corporal, confinados em baias individuais e abatidos aos 32 kg. O consumo voluntário de nutrientes (kg/dia) não foi afetado pela inclusão de feno de amoreira no concentrado, com exceção do extrato etéreo que apresentou redução linear. Os dias em confinamento (66), ganho de peso diário (253,33 g), conversão alimentar (3,19) e a digestibilidade dos nutrientes não diferiam entre os tratamentos, embora houve aumento na excreção de nitrogênio nas fezes e redução na síntese de proteína microbiana. A inclusão de feno de amoreira na dieta não influenciou o pH da carne aos 45 min (6,45) e 24 horas (5,40) após o abate, a cor (40,85 para L*, 14,51 para a* e 4,17 para b*) às 24 horas após o abate, a capacidade de retenção de água (58,03%), a perda de peso por cozimento (41,95%), a força de cisalhamento (2,80 kgf/cm2), o comprimento do sarcômero (1,60 μm) e a análise sensorial. A composição centesimal (75,79% de umidade, 20,86% de proteína, 2,29% de gordura e 1,05% de minerais) e o teor de colesterol (36,07 mg/100 g carne) da carne não foram alterados. Houve aumento linear na concentração dos ácidos graxos saturados, monoinsaturados e polinsaturados à medida que a inclusão de feno de amoreira aumentou na dieta, e efeito quadrático na concentração do ácido graxo linoleico conjugado (CLA) que apresentou valor máximo de 0,59% com inclusão de 12,56% de feno de amoreira. A inclusão de feno de amoreira na dieta elevou a concentração de ômega-3 e reduziu a relação ômega 6:ômega 3. O feno de amoreira em ... (AU)

Processo FAPESP: 11/18362-0 - Feno de amoreira na dieta de cordeiros alimentados com cana-de-açúcar in natura
Beneficiário:Luis Gabriel Alves Cirne
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado