Busca avançada
Ano de início
Entree


Distribuição espaço-temporal de Olivella minuta (LINK, 1807) (Mollusca, Gastropoda, Olividae) na praia de Barequeçaba, Litoral Norte do Estado de São Paulo

Texto completo
Autor(es):
Daniel Teixeira Tardelli
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico
Data de defesa:
Membros da banca:
Alexander Turra; Roberto Munehisa Shimizu; Paulo Yukio Gomes Sumida
Orientador: Alexander Turra
Resumo

Praias arenosas são caracterizadas por uma abundante macrofauna, composta por poliquetas, moluscos e crustáceos. Dentre os moluscos, os gastrópodes constituem um dos grupos mais conspícuos. Entretanto, as informações sobre esse grupo em praias são escassas e se referem principalmente à ocorrência em comunidades. O neogastropoda Olivella minuta é comum e abundante em praias do Litoral Norte de São Paulo. Porém, há importantes lacunas no conhecimento quanto à distribuição desta espécie. Diante desse cenário, o presente estudo visou analisar a distribuição espaço-temporal de Olivella minuta na praia de Barequeçaba, bem como os fatores ambientais relacionados a essa distribuição. Para análise da distribuição espacial de O. minuta ao longo do entre-marés da praia, amostras foram obtidas em outubro de 2009, a partir de doze estações perpendiculares à linha da água, compostas por três transectos com seis níveis cada. Os fatores abióticos (características do sedimento) e bióticos (descritores da macrofauna) que compõem cada estação também foram amostrados e relacionados com a distribuição da espécie. Os resultados revelaram que os indivíduos ocorreram em maior densidade na porção sul da praia, e nos ambientes mais úmidos, próximos a linha da água. O carbonato de cálcio e a matéria orgânica foram os fatores mais determinantes, contrastando com a hipótese de que há influência tanto dos fatores abióticos quanto dos bióticos em tal distribuição. Para análise de distribuição temporal de Olivella minuta no eixo vertical da praia, amostras foram obtidas mensalmente no entremarés, a partir de cinco transectos aleatórios estabelecidos perpendicularmente à linha da água, com nove unidades amostrais. Além disso, amostras foram obtidas trimestralmente, no entremarés e infralitoral, a partir de cinco transectos aleatórios, compostos por nove e seis níveis amostrais, respectivamente. Os resultados revelaram um padrão de distribuição da espécie no entremarés ao longo do tempo, e confirmaram a hipótese de que há uma distribuição de O. minuta de acordo com o tamanho do indivíduos no eixo vertical da praia, com indivíduos menores ocorrendo apenas no infralitoral e migrando para o entremarés ao longo de sua ontogenia. Os avanços apresentados no presente estudo contribuem para o conhecimento sobre a ecologia de populações de praias arenosas, ao relacionar a distribuição de uma espécie da macrofauna com os fatores ambientais, e principalmente ao abranger o infralitoral nas amostragens, por tratar da distribuição de uma espécie cuja distribuição não é exclusiva do entremarés (AU)

Processo FAPESP: 10/13589-4 - Distribuição espaço-temporal de Olivella minuta (link, 1807) (Mollusca, Gastropoda, Olividae) na praia de Barequeçaba, litoral norte do Estado de São Paulo
Beneficiário:Daniel Teixeira Tardelli
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado