Busca avançada
Ano de início
Entree

Maria de Fátima Andrade

CV Lattes ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Professora titular do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo. Possui Bacharelado em Física pela Universidade de São Paulo (1983), mestrado em Física pela Universidade de São Paulo (1986) e doutorado em Física pela Universidade de São Paulo (1993). Realizou pós-doutorado no California Institute of Technology (CALTECH) em 1994. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Poluição Atmosférica, atuando principalmente nos seguintes temas: química atmosférica, modelos fotoquímicos, aerossóis atmosféricos, modelos de qualidade do ar e modelos receptores. Já orientou 16 mestrados e 14 doutorados. É membro da Academia Brasileira de Ciências desde 2021. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
De Tonga a São Paulo 
De Tonga a São Paulo 
La contaminación que enfría el clima global 
A poluição que esfria o clima global 
Peligro en el cielo de São Paulo 
Peligro en el cielo de São Paulo 
Restrições no trânsito de caminhões melhoram qualidade do ar em São Paulo 
Restrições no trânsito de caminhões melhoram qualidade do ar em São Paulo 
Perigo no céu de São Paulo 
Aire más limpio 
Ar mais limpo 
De la llovizna a la tempestad 
Da garoa à tempestade 
Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
Metroclima: Preliminary Results and Challenges 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 26/11/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Ações antrópicas Aerossóis Aglomerações urbanas Ambientes urbanos Anatomia Patológica e Patologia Clínica Área urbana Áreas verdes Autopsia Avaliação do impacto na saúde Big data Biodiesel Biomarcadores Biometeorologia Camada limite atmosférica Campinas (SP) Ciclistas Cidades Ciência cidadã Ciências Exatas e da Terra Ciências da Saúde Compostos orgânicos voláteis Compostos orgânicos Compostos químicos Concentração de poluentes Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS) Dióxido de carbono Dispersão de poluentes Emissão de gases Emissões de veículos Envelhecimento Enxofre Estresse oxidativo Eventos científicos e de divulgação Exposição ambiental Fotólise Fotoquímica Fuligem Gases do efeito estufa Geociências Geografia Física Hidrocarbonetos Humanos Impactos ambientais Impactos na saúde Infraestrutura verde Inteligência artificial Intercâmbio de pesquisadores Interdisciplinar LIDAR Londres Material particulado Medicina Meteorologia ambiental Meteorologia Microfísica de nuvens Modelagem Modelos atmosféricos Modelos de qualidade do ar Mudança climática Nanopartículas Oxidantes fotoquímicos Ozônio troposférico Ozônio Planejamento territorial urbano Poluentes atmosféricos Poluentes Poluição ambiental Poluição atmosférica Poluição do ar Poluição Processos físicos Projeto ASTRID Propriedades físico-químicas Propriedades ópticas Qualidade do ar Química atmosférica Radiação atmosférica Radiação solar Região metropolitana Rim São Paulo (SP) São Paulo Sensores Sensoriamento remoto Serviços ambientais Temperatura atmosférica Termodinâmica (físico-química) Tomografia computadorizada Toxicidade Transporte de contaminantes Transporte rodoviário Troposfera Zona urbana
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Coronavírus: poluição em São Paulo cai 50% com a quarentena


Estreia em 8 de abril de 2020 - Agência FAPESP. Redução drástica na circulação de veículos, em consequência da quarentena para a contenção do novo coronavírus, teve como resultado a rápida diminuição da poluição atmosférica da cidade: concentração de monóxido de carbono cai cerca de 50% na cidade de São Paulo em uma semana. Os dados da Cetesb foram analisados especialmente para a Agência FAPESP por Maria de Fátima Andrade, professora do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP).

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: