Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Density and diversity of filamentous fungi in the water and sediment of Araca bay in Sao Sebastiao, Sao Paulo, Brazil

Título (Português): Densidade e diversidade de fungos filamentosos na água e sedimento da Baía do Araçá, São Sebastião (SP), Brasil
Texto completo
Autor(es):
Doi, Sonia Assami [1] ; Pinto, Aline Bartelochi [2] ; Canali, Maria Carolina [2] ; Polezel, Daiane Raquel [2] ; Merguizo Chinellato, Roberta Alves [3] ; Fernandes Cardoso de Oliveira, Ana Julia [3]
Número total de Autores: 6
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Univ Estadual Paulista, Dept Biociencias, Ave 24 A 1515, BR-13506900 Rio Claro, SP - Brazil
[2] Univ Estadual Paulista, Rio Claro, SP - Brazil
[3] Univ Estadual Paulista, Sao Vicente, SP - Brazil
Número total de Afiliações: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 18, n. 1, p. -, 2018.
Citações Web of Science: 1
Resumo

Abstract Araçá Bay, located in the city of São Sebastião, São Paulo, Brazil, is a protected area of substantial complexity. It represents the last remaining mangrove swamp preserve between the cities of Bertioga and Ubatuba on the northern coast of São Paulo State. This mangrove swamp has specific physical and chemical properties, and it shelters a wide variety of life, including fungi. These microorganisms are present in a variety of species with different morphophysiological features, and they have the ability to produce enzymes of biotechnological importance. The goal of this study was to quantify, isolate, and identify filamentous fungi in water and sediment samples from the Araçá Bay mangrove swamp in São Sebastião. Two samplings were performed in the summer and two were performed in the winter. The samples were collected from intertidal zones, and dissolved oxygen (DO), temperature, salinity, and pH were measured in situ. The spread plate technique was used to inoculate the samples collected on plates with a potato dextrose agar (PDA) medium. A total of 208 colonies (68 from water samples and 140 from sediment samples) were isolated, and they were identified based on their morphological characteristics. Filamentous fungus density was higher in the sediment than in the water, and the samplings performed in the winter revealed a higher density than those performed in the summer. Though some of the environmental parameters were not ideal for fungal development, a high quantity of growth was nevertheless observed. When the isolated colonies were analyzed, the greatest diversity and species richness were found in the summer samples. The genera identified in all of the samples were Aspergillus, Penicillium, Cladosporium, and Fusarium. The pathogenic species found from these genera were Aspergillus fumigatus, A. terreus, Penicillium citrinum, and P. chrysogenum. These species are also able to produce enzymes that offer a variety of applications. The fungal community described herein represents the diversity found in this mangrove swamp during the period studied. Many of the fungus species found are pathogenic and may be useful due to their ability to produce specific enzymes applicable in the biotechnological and pharmaceutical industries. (AU)

Resumo

Resumo A Baía do Araçá, localizada no município de São Sebastião (SP), é uma região protegida, de grande complexidade, mantendo o último remanescente preservado de manguezal entre Bertioga e Ubatuba, litoral Norte do Estado de São Paulo. Manguezal caracteriza-se com propriedades físico-químicas específicas e abriga grande diversidade de seres vivos, entre eles os fungos. Estes microrganismos apresentam grande variedade de espécies e diferentes características morfofisiológicas com capacidade de produzir algumas enzimas de importância biotecnológica. Este trabalho teve como objetivo quantificar, isolar e identificar fungos filamentosos em amostras de água e de sedimento do manguezal da Baía do Araçá, São Sebastião, (SP). Foram realizadas 2 coletas no verão e 2 no inverno na região entremarés, medidos “in situ” os parâmetros oxigênio dissolvido (OD), temperatura, salinidade e pH. Utilizou-se a Técnica “Spread Plate” para inocular os materiais coletados, em placas com meio Potato Dextrose Agar (PDA). Foram isoladas 208 colônias (68 das amostras de água e 140 das amostras de sedimento) e identificadas pelas características morfofisiológicas. As densidades de fungos filamentosos foram maiores no sedimento em relação à água e nas coletas realizadas no inverno demonstraram maiores densidades do que no verão. Apesar de alguns parâmetros ambientais não se apresentarem ideais para o desenvolvimento dos fungos, observou-se alta quantidade de crescimento nas amostragens. Analisando as colônias isoladas, a maior diversidade e riqueza foram observadas na amostragem coletado no verão. Foram observados os gêneros Aspergillus sp, Penicillium sp, Cladosporium sp e Fusarium sp em todas as amostragens, dos quais as espécies Aspergillus fumigatus, A. terreus, Penicillium citrinum e P. chrysogenum identificados neste trabalho são considerados patogênicos mas também são espécies capazes de produzir enzimas aplicáveis em diversas atividades. A comunidade fúngica descrita apresenta a diversidade encontrada neste manguezal em relação à variedade ambiental no período estudado, sendo que muitos apresentam patogenicidade e podem ser uteis pela sua capacidade de produzir enzimas específicas aplicáveis nos estudos biotecnológicos e farmacêuticos. (AU)

Processo FAPESP: 11/50317-5 - Biodiversidade e funcionamento de um ecossistema costeiro subtropical: subsídios para gestão integrada
Beneficiário:Antonia Cecília Zacagnini Amaral
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático