Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Efeitos de uma intervenção psicoeducativa com enfoque em treino cognitivo em cuidadores de idosos com doença de Alzheimer

Texto completo
Autor(es):
Ana Julia de Souza Caparrol [1] ; Gabriela Martins [2] ; Gustavo Carrijo Barbosa [3] ; Aline Cristina Martins Gratão [4]
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Federal de São Carlos - Brasil
[2] Universidade Federal de São Carlos - Brasil
[3] Universidade Federal de São Carlos - Brasil
[4] Universidade Federal de São Carlos - Brasil
Número total de Afiliações: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: CADERNOS BRASILEIROS DE TERAPIA OCUPACIONAL-BRAZILIAN JOURNAL OF OCCUPATIONAL THERAPY; v. 29, 2021-10-11.
Resumo

Resumo Introdução As intervenções cognitivas podem ser importantes estratégias de apoio aos cuidadores de idosos com doença de Alzheimer (DA), uma vez que melhoram sua saúde física e mental. Objetivo Avaliar e analisar os efeitos de intervenção psicoeducativas com enfoque em treino cognitivo sobre a cognição, ansiedade, estresse e sobrecarga em cuidadores de idosos com doença de Alzheimer. Método Trata-se de um ensaio clínico randomizado, controlado e cego realizado com 37 cuidadores informais divididos em Grupo Intervenção Domiciliar (GID) e Grupo Controle (GC). Os participantes foram avaliados antes e após a intervenção por meio do Addenbrooke’s Cognitive Examination-Revised, Escala de Estresse Percebido, Inventário de Depressão e Ansiedade de Beck e Escala de Sobrecarga de Zarit. Resultados Houve melhora significante no GID para sintomas de estresse (p= 0,0027), cognição (p= 0,003; p= 0,008), atenção/orientação (p= 0,004), memória (p= 0,017) e fluência verbal (p= 0,023). Quanto ao GC, apesar da melhora nos parâmetros, essa não foi significativa. Conclusão: A intervenção em cuidadores de forma domiciliar é uma importante ferramenta para a melhora na cognição e estresse em cuidadores de idosos com DA, mas não parece ter a mesma eficácia para sintomas de sobrecarga, o que evidencia a necessidade de estratégias específicas para este domínio. (AU)

Processo FAPESP: 17/03522-9 - Efeitos do treino cognitivo sobre a cognição, ansiedade, estresse e sobrecarga em cuidadores de idosos com Alzheimer: ensaio clínico randomizado
Beneficiário:Ana Julia de Souza Caparrol
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica