Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil de miRNAs e metabólitos plasmáticos em pacientes com síndrome dos ovários policísticos

Processo: 17/05552-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Gustavo Arantes Rosa Maciel
Beneficiário:Gustavo Arantes Rosa Maciel
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Edmund Chada Baracat ; Kátia Cândido Carvalho ; Marcelo Alves da Silva Mori
Assunto(s):Metabolismo  Síndrome do ovário policístico  MicroRNAs  Síndrome metabólica 

Resumo

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma endocrinopatia complexa que apresenta alterações reprodutivas e metabólicas. Frequentemente, associa-se à resistência à insulina e hiperinsulinemia, conferindo um aumento do risco metabólico e para diabetes. Entretanto, estima-se que 25-50% das pacientes com SOP não apresentam tais distúrbios, o que demostra a heterogeneidade da síndrome. Pesquisas com a finalidade de diferenciar tais pacientes são raras e apresentam resultados conflitantes. O presente estudo se propõe a investigar pacientes com SOP, com e sem intolerância à glicose, considerando os aspectos clínicos, laboratoriais, epigenéticos e metabólicos com o objetivo de definir biomarcadortes que possam ser utilizados no diagnóstico e manejo dessas alterações. Levantamos a hipótese de que é possivel identificar marcadores que informem sobre o comprometimento metabólico no aspecto de risco para diabetes do tipo 2. Para testar essa hipótese, delineamos este estudo que busca assinaturas epigenéticas e metabolômicas para diferenciar as pacientes com SOP com e sem pré-diabetes. Serão incluídas no estudo 60 mulheres (sendo: 20 controles sem SOP, 20 com SOP sem intolerância à glicose e 20 com SOP e intolerância à glicose) das quais serão obtidos os dados clínicos, antropométricos e amostras de sangue periférico. A análise epigenética será realizada utilizando um painel para análise de expressão de 84 microRNAs, relacionados ao desenvolvimento do diabetes, inventoriado (Sabiosciences, Qiagen), em todas as amostras por PCR quantitativo em tempo real (qRT-PCR). Para a análise metabôlomica será utilizado o painel de 186 metabólitos plasmáticos (metabolômica direcionada - targeted metabolomics) identificados e quantificados por meio de espectrometria de massa (MS/MS). Todos os dados serão submetidos à análises estatísticas e de bioinformática que contemplem as duas categorias de marcadores associadas ao perfil clínico. (AU)