Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Effect of APE1 T2197G (Asp148Glu) polymorphism ón APE1, XRCC1, PARP1, ánd OGG1 expression ín patients with colorectal cancer

Processo: 14/20517-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcelo Lima Ribeiro
Beneficiário:Marcelo Lima Ribeiro
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Reparo do DNA  Polimorfismo genético  Cirurgia colorretal 

Resumo

Tem sido demonstrado que a variação genética na reparação de excisão de bases (BER) pode modificar o risco de adenoma colorrectal. Assim, foi avaliada a influência da APE1 T2197G (Asp148Glu) polimorfismo em APE1, XRCC1, PARP1 e expressão OGG1 em amostras normais e tumorais de pacientes com câncer colorretal. Os resultados indicam uma diminuição da regulação de OGG1 e um aumento da regulação da expressão XRCC1 no tecido tumoral. Em relação à localização anatômica do APE1, OGG1, e PARP-1, uma diminuição na expressão do gene foi observada entre os pacientes com câncer no reto. Em pacientes com ou sem algum grau de invasão tumoral, uma regulação para baixo significativa em OGG1 foi observada em tecido de tumor. Curiosamente, quando se leva em conta o estágio do tumor, os pacientes com mais graus avançados (III e IV) mostrou uma repressão significativa para APE1, OGG1, e PARP-1. Níveis de expressão XRCC1 foram significativamente reforçadas em amostras de tumor e foram correlacionados com os dados clínicos e histopatológicos. No que se refere a polimorfismos T2197G, portadores do genótipo GG exibiu uma expressão significativamente reduzida de genes do sistema de reparação do BER (APE1, XRCC1, e PARP1). Em resumo, nossos dados mostram que os pacientes com câncer colorretal apresentam alterações de expressão em vários genes BER, sugerindo um papel para APE1, XRCC1, PARP1 e polimorfismo OGG1 e APE1 na carcinogênese colorretal (AU)