Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto do uso de icodextrina na hipertrofia miocárdica em pacientes com doença renal crônica em diálise peritoneal

Processo: 16/18798-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2017 - 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rosilene Motta Elias Coelho
Beneficiário:Rosilene Motta Elias Coelho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria Eugênia Fernandes Canziani ; Rosa Maria Affonso Moysés
Assunto(s):Nefrologia  Diálise peritoneal  Fósforo 

Resumo

A Doença Renal Crônica (DRC) é uma doença de prevalência mundial crescente e que possui como maior causa de mortalidade a cardiovascular. A hipertrofia ventricular (HVE) é um dos principais fatores de risco para morte cardiovascular e é frequentemente encontrada nesse grupo de pacientes. Para minimizar HVE é necessário controlar a pressão arterial, o volume extracelular, o diabetes mellitus, a dislipidemia e especialmente nos pacientes com DRC, controlar os distúrbios do metabolismo mineral e ósseo (DMO-DRC). A hipervolemia é uma das principais variáveis ligadas diretamente à HVE e em Diálise Peritoneal (DP) muitas vezes torna-se um fator limitante do método. Para melhor controle da hipervolemia, temos como opção terapêutica a icodextrina, solução peritoneal de alto poder osmótico amplamente utilizada no mundo todo para otimização de ultrafiltração. Alguns estudos na literatura obtiveram resultados entusiasmantes após o uso dessa solução. Em um deles, em até quatro meses de uso foi observada redução da HVE documentada por ecocardiograma. Maior depuração de fósforo também já foi relacionada à ação da icodextrina na redução da HVE. O objetivo desse estudo é analisar a HVE ap[os o uso de icodextrina, em um estudo randomizado comparando icodextrina com a solução de DP padrão contendo glicose. Além disso, nós iremos usar ressonância nuclear magnética do coração, técnica considerada gold standard na avaliação de HVE. (AU)