Busca avançada
Ano de início
Entree

The energy metabolism dysfunction in Psychiatric Disorders postmortem brains: focus on proteomic evidence

Processo: 17/17673-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de setembro de 2017 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Daniel Martins-de-Souza
Beneficiário:Daniel Martins-de-Souza
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08711-3 - Desenvolvimento de um teste preditivo para medicação bem sucedida e compreensão das bases moleculares da esquizofrenia através da proteômica, AP.JP
Assunto(s):Proteômica  Mitocôndrias  Metabolismo energético 

Resumo

Distúrbios psiquiátricos representam um grande desafio medico e social e pessoas que sofremdessas condições se deparam com muitos obstáculos tanto na vida pessoal quantoprofissional. Além disso, doenças mentais se manifestam em aproximadamente um quarto dapopulação mundial em algum período da vida. Disfunção no metabolismo energético é um dosachados científicos mais recorrentes associados a esses distúrbios. Com isso em mente, essarevisão compilou dados sobre distúrbios no metabolismo energético revelados por análisesproteômicas de tecido cerebral coletado post-mortem de pacientes afetados pelas doençaspsiquiátricas mais prevalentes: esquizofrenia (EZQ), transtorno bipolar (TBH) e transtornodepressivo maior (TDM). Nós buscamos no banco de dados PubMed para reunir os estudos ecompilamos todas as proteínas diferencialmente expressas reportadas em cada trabalho.Estudos de EZQ revelaram 92 proteínas diferencialmente expressas relacionadas aometabolismo energético, enquanto 95 proteínas foram encontradas em TBH e 41 proteínas emTDM. Com a compilação dos dados, foi possível determinar quais proteínas relacionadas aometabolismo energético foram encontradas alteradas em todas as doenças assim como quaisestão alteradas exclusivamente em uma delas. Concluindo, as informações reunidas nessetrabalho podem contribuir para um melhor entendimento dos mecanismos metabólicosalterados e potencialmente trazer novas percepções sobre a neuropatologia de doençaspsiquiátricas. (AU)