Busca avançada
Ano de início
Entree

Muscle metaboreflex control of sympathetic activity in obstructive sleep apnea

Processo: 17/19402-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Linda Massako Ueno Pardi
Beneficiário:Linda Massako Ueno Pardi
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do exercício  Apneia do sono 

Resumo

ResumoObjetivo: Estudos anteriores relatam o controle metaboreflexo muscular anormal da atividade nervosa simpática muscular (ANSM) na obesidade, hipertensão e insuficiência cardíaca. No presente estudo hipotetizamos que a apneia obstrutiva do sono (AOS) está associada com controle metaboreflex aumentado da ANSM.Métodos: Trinta e um indivíduos sedentários sem comorbidades (idade = 52 ± 1 anos, índice de massa corporal = 28 ± 1 kg / m2) sem (controle, n = 14) e com AOS (n = 17) definidos pela polissonografia noturna foram submetidos ao exame de Ecocardiografia. Foi realizada a avaliação continua da frequência cardíaca (FC), pressão arterial (PA), ANSM (microneurografia) e do fluxo sanguíneo do antebraço (pletismografia de oclusão venosa) durante 4 minutos no início do estudo, 3 min de exercício estático de 30% da contração voluntária máxima e 2 min isquemia muscular pós exercício de preensão manual(IMPH).Resultados: Os grupos controle e AOS foram semelhantes em relação a idade, índice de massa corporal e fração de ejeção. O fluxo sanguíneo do antebraço, FC e PA aumentaram de forma semelhante durante o exercício. A PA manteve-se significativamente elevada em relação à linha de base durante o IMPH, mas o fluxo sanguíneo do antebraço e FC retornaram à linha de base durante o IMPH em ambos os grupos. A ANSM basal foi significativamente maior no grupo AOS do que nos controles (P <0,05). Durante o exercício de pico de 30%, a ANSM aumentou significativamente nos grupos controle e AOS, mas as respostas da ANSM foram maiores em pacientes com AOS. Durante a IMPH, a ANSM nos indivíduos controles permaneceram significativamente elevada em comparação com a linha de base. Em contraste, em pacientes com AOS, a MSNA diminuiu para valores basais. Uma correlação significativa foi encontrada entre as alterações na ANSM devido a IMPH e o índice de apnéia-hipopnéia (r = -0,61, P <0,001), e com saturação mínima de O2 (r = 0,70, P <0,001).Conclusões: Esses achados sugerem associação entre AOS e diminuição do controle metaboreflexo da ANSM. A vasodilatação muscular durante o exercício estático está preservada em pacientes com AOS. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.