Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação qualitativa e quantitativa de fosfolipases A2 em matrizes sanguíneas de pacientes com doenças neuropsiquiátricos

Processo: 05/02379-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2006
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Emanuel Carrilho
Beneficiário:Sheila Barreto Guterres
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Esquizofrenia   Fosfolipases A2   Proteômica

Resumo

Estima-se que 450 milhões de pessoas sofram de algum tipo de transtorno neuropsiquiátrico em todo o mundo. Doença de Alzheimer e esquizofrenia são doenças crônicas, graves e incapacitantes. A etiologia dessas doenças ainda não é conhecida, mas estudos mostram que existe uma relação entre o metabolismo de fosfolipídeos e estas doenças. Verificou-se que o metabolismo dos fosfolipídeos, das membranas plaquetária e neuronal, é acelerado no caso de esquizofrenia e diminuído em Alzheimer. Essas alterações estão ligadas a um aumento e uma diminuição, respectivamente, da atividade global das fosfolipases A2 ligadas às membranas. Estas são uma família de enzimas que catalisam a hidrólise dos glicerofosfolipídeos de membrana liberando ácido aracdônico. Essa reação modifica a estrutura da membrana alterando a sua fluidez, influenciando o número e a afinidade dos receptores nela ligados e modulando os processos de transdução de sinais. Ainda não se sabe quais fosfolipases estão envolvidas no processo, se a deficiência ou o excesso é na expressão desregulada ou na atividade individual. Por tanto a proposta do trabalho é separar, identificar, isolar e quantificar as fosfolipases extraídas de plaquetas de indivíduos doentes (com esquizofrenia e Doença de Alzheimer) e controles. Depois de isoladas e quantificadas serão realizados testes de atividade para concluir o trabalho e fornecer dados para estudos bioquímicos posteriores. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GUTERRES, Sheila Barreto. Busca de biomarcadores para esquizofrenia em plaquetas utilizando eletroforese diferencial em gel bidimensional (2D-DIGE) e espectrometria de massas. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.