Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores de estresse oxidativo em pacientes inférteis não obesas com síndrome dos ovários policísticos e inférteis por fator tubário e/ou masculino e resultados de reprodução assistida

Processo: 08/52789-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
Beneficiário:Jhenifer Kliemchen Rodrigues
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Infertilidade feminina   Síndrome do ovário policístico   Anovulação   Malondialdeído   Vitamina E
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Capacidade Antioxidante Total | Estimulacao Ovariana | Infertilidade | Malondialdeido | Sop | Vitamina E

Resumo

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), entidade de elevada prevalência na população geral, representa uma das principais causas de anovulação crônica e infertilidade, podendo cursar também com uma série de complicações a médio e longo prazos. Os mecanismos envolvidos na etiopatogênese da doença e das suas variadas repercussões reprodutivas e não reprodutivas ainda não foram bem elucidados. Postula-se que um dos mecanismos possivelmente envolvidos na alteração da foliculogênese observada na SOP consista na diminuição da apoptose nos estágios iniciais do crescimento folicular. Há relatos de que espécies reativas do oxigênio sejam capazes de iniciar a cascata apoptótica nas células da granulosa, e de que os antioxidantes exerceriam um efeito anti-apoptótico em folículos pré-ovulatórios cultivados in vitro. O estresse oxidativo, gerado a partir de um desequilíbrio entre os agentes pró-oxidantes (radicais livres) e os mecanismos antioxidantes de defesa do organismo, poderia promover apoptose, além de anomalias na fertilização e no desenvolvimento embrionário pré e pós-implantação, justificando, pelo menos parcialmente, as piores taxas de fertilização e maiores taxas de abortamento após a realização de procedimentos de reprodução assistida neste grupo de pacientes. Se detectada a presença de estresse oxidativo em nível sérico e/ou folicular em mulheres com SOP, este fato poderia contribuir para o esclarecimento da etiopatogênese da síndrome, justificaria, pelo menos parcialmente, o comprometimento da qualidade oocitária, sugerido por alguns autores, além de abrir perspectivas para novas abordagens terapêuticas. Desta forma, propomos avaliar a peroxidação lipídica (dosagem de malondialdeído - MDA), os níveis de vitamina E e a capacidade antioxidante total (CAT) no soro e fluido folicular de pacientes inférteis com SOP e infertilidade de causa tubária e/ou masculina (grupo controle) em ciclos naturais (níveis séricos na fase folicular precoce) e estimulados com gonadotrofinas (níveis séricos no dia do início da estimulação ovariana, no dia do hCG e no dia da captação oocitária, quando também será coletado fluido folicular para análise destas variáveis no fluido folicular). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MELO, ANDERSON SANCHES; RODRIGUES, JHENIFER KLIEMCHEN; JORDAO JUNIOR, ALCEU AFONSO; FERRIANI, RUI ALBERTO; NAVARRO, PAULA ANDREA. Oxidative stress and polycystic ovary syndrome: an evaluation during ovarian stimulation for intracytoplasmic sperm injection. Reproduction, v. 153, n. 1, p. 97-105, . (08/52789-9, 08/58197-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.