Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do isolado protéico de amaranto (Amaranthus cruentus L. variedade BRS-alegria) na expressão de genes hepáticos de ratos hipercolesterolemicos.

Processo: 08/02243-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:José Alfredo Gomes Arêas
Beneficiário:Lilian Carolina Martins de Assis-Vaz
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Amaranto   Hipercolesterolemia   Expressão gênica

Resumo

Investigações recentes demonstraram que quando o amaranto é ingerido em quantidade significativa, age como um alimento hipocolesterolemizante. Evidências recentes mostram que a proteína de amaranto, isenta de outros componentes com potencial ação hipocolesterolemizante, é capaz de reduzir em 51% o teor de colesterol total de hamsters previamente hipercolesterolemizados.Várias hipóteses são sugeridas para justificar este efeito, destacando-se a ocorrência de peptídeos bioativos liberados pela digestão incompleta da proteína. O colesterol intracelular regula negativamente a síntese de colesterol e a captação das LDL plasmáticas; evidenciando o papel da inibição de genes codificadores de enzimas da via da síntese de colesterol (com particular destaque para a HMG-CoA-redutase) e do receptor das LDL. Torna-se assim necessário elucidar os mecanismos envolvidos no efeito hipocolesterolemizante da proteína do amaranto de modo a compreender o efeito sobre a expressão de genes relacionados com o metabolismo de lipídios.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ASSIS-VAZ, Lilian Carolina Martins de. Efeito da ingestão de proteína de amaranto no metabolismo do colesterol em ratos. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.