Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo da fixação e integração de enxertos ósseos "onlay" com o uso de cola de cianocrilato (Indermil TM ) ou parafuso de titânio. estudo histológico, imunohistoquímico e tomográfico em coelhos

Processo: 08/07152-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Luiz Antonio Salata
Beneficiário:Patrício José de Oliveira Neto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ósseointegração   Imuno-histoquímica

Resumo

Cianocrilato e seus homólogos são utilizados comumente para fechamento de feridas cutâneas com bons resultados clínicos. Nosso grupo de pesquisa tem utilizado o N-Butyl-2-Cianocrilato (Indermil") para fixação de enxerto ósseo reposicionado após cirurgia de levantamento de seio maxilar por meio de técnica de elevação de membrana e simultânea colocação de implantes. A experiência de casos clínicos têm indicado que o reparo dessa janela óssea ocorre naturalmente na presença dessa cola biológica. Alguns trabalhos sobre a resposta do tecido ósseo ao Cianocrilato podem ser encontrados na literatura, embora nenhum deles avalie a resposta histológica e a fixação de enxertos ósseos onlay com Indermil". Dezesseis coelhos adultos serão envolvidos nesse estudo. A porção lateral do corpo da mandíbula dos coelhos servirá como sítio experimental, após sua exposição através de acesso extrabucal. O sítio doador dos enxertos será a calota craniana dos coelhos, onde uma broca trefina de 07 mm de diâmetro será usada para remoção de dois blocos ósseos. Em um lado da mandíbula, um enxerto ósseo será fixado com Indermil" e sua posição registrada por meio de um marcador radiopaco. Do outro lado, um parafuso de osteossínteses promoverá a fixação do outro enxerto. Os ferimentos incisionais serão então suturados, e um exame de tomografia computadorizada será realizado imediatamente após esse procedimento. O sacrifício dos animais ocorrerá após 1 (n=8) e 6 (n=8) semanas do procedimento cirúrgico inicial, quando então os sítios experimentais serão excisados para uma nova avaliação tomográfica, além de análise histológica e processamento imunohistoquímico. As imagens de tomografia serão usadas para estimativa da posição do enxerto e manutenção do seu volume. Histologia em cortes seriados e imunohistoquímica serão usados para avaliar o reparo dos enxertos ósseos no sítio receptor e o nível de expressão de determinadas proteínas como Osteocalcina, Trap e CD 64. O objetivo do estudo proposto é avaliar a resposta histológica aos enxertos onlay quando fixados à mandíbula de coelhos usando IndermilTM ou parafuso de titânio, assim como também observar as diferenças do nível de expressão de proteínas envolvidas na remodelação desses enxertos na presença do IndermilTM e a estabilidade da fixação dos enxertos promovida por essa cola biológica.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NETO, Patrício José de Oliveira. Estudo comparativo da fixação e integração de enxertos ósseos \'onlay\' com o uso de n-Butil-2-Cianocrilato ou parafuso de titânio. Estudo histológico, imunohistoquímico e tomográfico em coelhos. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.