Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das propriedades adjuvantes dos componentes de Bordetella pertussis em combinação com antígenos proteicos de Streptococcus pneumoniae

Processo: 10/20553-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Maria Leonor Sarno de Oliveira
Beneficiário:Patricia Cristina Duarte Ferreira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bordetella pertussis   Proteína A de superfície pneumocócica (PspA)   Streptococcus pneumoniae   Microbiologia

Resumo

Streptococcus pneumoniae é uma das principais causas de pneumonia, meningite e infecções generalizadas em crianças no mundo todo. Estimativas recentes calculam que entre 700 000 e 1 milhão de pessoas morrem anualmente por infecções causadas por S. pneumoniae ao redor do mundo. A proteína A de Superfície de Pneumococo (PspA) é um antígeno bem caracterizado, que confere proteção em modelos animais, representando uma boa alternativa para as vacinas conjugadas atuais. A indução de resposta imune protetora direcionada a PspA em modelos animais já foi descrita, porém poucos adjuvantes de baixo custo, para a composição de uma vacina de subunidade, foram propostos até hoje. Recentemente, nosso grupo testou as propriedades adjuvantes da vacina celular pertussis (wP) como adjuvante, em combinação com PspA. A imunização nasal de camundongos BALB/c com uma combinação de PspA do clado 5 (PspA5) com wP ou wPlow - uma vacina celular pertussis que contém baixos níveis de LPS - conferiu proteção contra desafio respiratório letal com S. pneumoniae. Ambas as vacinas PspA5-wP and PspA5-wPlow induziram altos níveis de anticorpos anti-PspA5 sistêmicos e de mucosa sugerindo que o LPS não é essencial para a atividade adjuvante observada. Assim, outros componentes de B. pertussis devem estar agindo como adjuvantes neste modelo. Este projeto tem como objetivo caracterizar as bases moleculares e imunológicas da atividade adjuvante de B. pertussis sozinha e quando administrada em combinação com antígenos de pneumococo. Para tanto propomos o uso de linhagens mutantes de B. pertussis deficientes em um ou mais componentes com conhecida propriedade imunomodulatória, além de componentes purificados como LPS e MPLA de B. pertussis.