Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade biológica da enzima hialuronidase e sua possível participação no processo de cicatrização cutânea

Processo: 11/23992-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Marcio Fronza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/07169-5 - Mediadores lipídicos como reguladores da resposta imune, AP.TEM
Assunto(s):Matriz extracelular   Hialuronidase   Ácido hialurônico

Resumo

A pele, quando lesada, inicia imediatamente o processo de reparação tecidual ou cicatrização, que é um processo dinâmico, continuo e complexo, composto por uma série de eventos moleculares e celulares, divididos em fases que se sobrepõem. Estas fases envolvem inflamação, proliferação e remodelagem dos tecidos, nas quais ocorrem síntese e degradação da matriz extracelular. O ácido hialurônico é uma glicosaminoglicana não sulfatada da matriz extracelular e desempenha funções biológicas distintas no processo de restabelecimento da integridade da pele lesada. A degradação do ácido hialurônico é de responsabilidade da enzima hialuronidase, uma glicoproteína que atua sobre a matriz extracelular alterando sua composição e estrutura. A literatura atual reporta diferentes atividades biológicas para a hialuronidase, entretanto seu envolvimento direto na cicatrização de feridas ainda permanece pouco evidente. Neste contexto, nossa proposta é investigar a atividade in vitro e in vivo da enzima hialuronidase utilizando diferentes metodologias que permitam avaliar diferentes fases do processo de cicatrização. O projeto será dividido em etapas. Na primeira etapa será investigada a atividade da hialuronidase sobre a atividade proliferativa e migratória de fibroblasto in vitro; na segunda etapa, será investigada sua participação no processo inflamatório in vivo; na terceira etapa iremos estudar sua participação in vivo na cicatrização de feridas cutâneas de camundongos observando suas atividades nas três diferentes fases do processo. Os dados obtidos poderão contribuir para elucidação do papel biológico da hialuronidase e, além disso, contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas para o tratamento de feridas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRONZA, MARCIO; MUHR, CORNELIA; CALHEIROS DA SILVEIRA, DENISE SAYURI; SORGI, CARLOS ARTERIO; DE PAULA RODRIGUES, STEPHEN FERNANDES; POLISELLI FARSKY, SANDRA HELENA; GARCIA PAULA-SILVA, FRANCISCO WANDERLEY; MERFORT, IRMGARD; FACCIOLI, LUCIA HELENA. Hyaluronidase decreases neutrophils infiltration to the inflammatory site. Inflammation Research, v. 65, n. 7, p. 533-542, JUL 2016. Citações Web of Science: 6.
FRONZA, MARCIO; CAETANO, GUILHERME F.; LEITE, MARCEL N.; BITENCOURT, CLAUDIA S.; PAULA-SILVA, FRANCISCO W. G.; ANDRADE, THIAGO A. M.; FRADE, MARCO A. C.; MERFORT, IRMGARD; FACCIOLI, LUCIA H. Hyaluronidase Modulates Inflammatory Response and Accelerates the Cutaneous Wound Healing. PLoS One, v. 9, n. 11 NOV 13 2014. Citações Web of Science: 23.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.