Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do transcriptoma e proteoma de células de câncer de mama com diferente perfil de expressão de SPARC (secreted protein acidic and rich in cysteine) na presença e ausência de docetaxel

Processo: 12/03920-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Nagai
Beneficiário:Ana Carolina Pavanelli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Proteoma   Transcriptoma   Neoplasias   Oncologia

Resumo

O câncer de mama é uma doença comum com altas taxas de morbidade e mortalidade. A etiologia do câncer de mama é heterogênea e complexa e essa neoplasia é considerada uma doença multifatorial. A predisposição genética é o principal fator de risco para o câncer de mama. As alterações genéticas incluem a ativação de oncogenes e perda de função dos genes supressores do câncer. Estudos em nosso laboratório utilizando a técnica de SAGE (Serial Analysis of Gene Expression) avaliaram o perfil de expressão gênica em células de câncer de mama com diferentes níveis de expressão do HER2. Diversos genes foram identificados como diferencialmente expressos, dentre eles o SPARC, glicoproteína matricelular, como potencial preditivo de sensibilidade a quimioterápicos. O SPARC tem participação no remodelamento da matriz extracelular e influencia diversos processos biológicos que alteram a fisiologia celular e estão associados ao processo de tumorigênese. Alteração na expressão do SPARC tem sido associada ao desenvolvimento e progressão de diversos tipos tumorais. Entretanto, muitos trabalhos vêm ressaltando a ambigüidade de comportamento do SPARC, o aumento da sua expressão tem sido ora correlacionado com fenótipo mais agressivo e progressão da doença, ora associado a um melhor prognóstico. Recentemente, estudos em nosso laboratório associaram a baixa expressão do SPARC com piores prognósticos e fenótipos mais agressivos do câncer de mama. Neste estudo pretendemos comparar o transcriptoma e o proteoma de células de câncer de mama com e sem expressão do SPARC, antes e após o tratamento com docetaxel, para caracterização de redes gênicas e protéicas associadas à expressão da proteína SPARC e que possam estar envolvidos na quimiosensibilidade ao docetaxel.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.